Fokker Dr.I Stripdown 1/72 - Eduard 2114
Escrito por Eduardo Mendes   
Sex, 25 de Abril de 2014 00:00

Boxtop

 

Fokker Dr.I Stripdown 1/72

Eduard 2114

 

Introdução

O Dreidecker de Reinhold Platz e Antony Fokker transformou-se em um dos ícones da aviação da I Guerra Mundial após as façanhas de pilotos como Manfred e Lothar von Richtofen, Werner Voss e outros ases do Luftstreitkräfte.

Não era um avião espetacularmente veloz, mas combinava de forma mortífera agilidade, capacidade de ascenção e armamento. Ao contrário do bastante convencional Triplano Sopwith (fundamentalmente um Pup com três asas que inspirou a “febre dos triplanos” entre os alemães no início de 1917), o Dr.I incorporava avanços significativos que o colocaram à frente da concorrência. O seu “segredo” estava na asa, de perfil espesso e construída em torno de uma caixa estrutural em madeira compensada que praticamente dispensava o uso de montantes e estaiamento, reduzindo significativamente o arrasto aerodinâmico e oferecendo uma ótima relação sustentação/arrasto para a época. Essas asas em cantilever, inicialmente sem montantes nos primeiros protótipos, foram das primeiras implementações em maior escala de uma filosofia de construção de asas que revolucionou a aviação e que de certa forma perdura até hoje. Infelizmente, uma conjunção de fatores pouco conhecidos à época (como o excessivo coeficiente de sustentação das asas superiores em relação ao resto) e problemas graves de especificação de técnicas e controle de qualidade na construção levaram a uma série de acidentes, alguns fatais, que condenaram o Dr.I a uma vida em serviço relativamente curta a despeito de seu impressionante desempenho.

De resto, o Dr.I era um Fokker bastante convencional, com fuselagem em estrutura tubular metálica revestida de lona impermeabilizada e um motor rotativo Oberursel de apenas 110 cavalos, não mais que o de um automóvel médio de hoje em dia.

Cutaway

Vista em corte de um Dr.1    

fonte: http://references.charlyecho.com/Aviation/Fokker/DR-1/Cutaway/Fokker-Dr-1-150dpi.jpg

 

O kit

Este kit propõe a montagem de um Dr.I exibindo a estrutura interna do avião, com a fuselagem, as asas e a empenagem em photoetch complementadas por algumas peças em estireno e outras em resina. Bem realizado, o modelo resultante pode transformar-se numa pequena jóia, um tributo à engenhosidade de pessoas que faziam o homem voar e lutar há quase cem anos.

A embalagem do kit é muito atraente, com uma bela foto do modelo pronto destacando-se sob um fundo negro. A caixa é espaçosa e resistente, acomodando com sobras as peças oferecidas e praticamente eliminando o risco de danos às peças. 

Na caixa encontramos uma árvore de peças em estireno cinza que contém as peças para a montagem de um Dr.I convencional. Algumas das peças para construir o modelo proposto serão aproveitadas, mas a grande maioria das peças acabará indo para a caixa de peças de reserva.

boxcont  sprue1  Sprue2 

Um pacote reselável traz três folhas de PE com boa parte da estrutura do modelo. A despeito da complexidade da estrutura, a montagem das peças em PE aparentemente não será um desafio intransponível para modelistas com alguma experiência em fotogravados. Para ajudar a dar forma a alguns itens mais complicados, como as caixas estruturais dos bordos de ataque das asas e as rodas raiadas, são fornecidos gabaritos em resina: basta destacá-los das respectivas bases e usá-los conforme a instrução para “dobrar” as peças com precisão. Simples, engenhoso.

PE1  PE4  PE6 
G1  G2  G3 

As peças em resina são extremamente delicadas e acrescentam ainda mais valor ao kit. Em particular, o motor é de uma delicadeza impressionante. Os montantes das asas, por outro lado, exigirão uma boa dose de habilidade para limpar os excessos sem danificá-los. Por sorte as peças em plástico injetado também são bastante aceitáveis.

R1  R2  r3 

Como a proposta do kit é ser apresentado sem o entelamento, não são fornecidos decais ou quaisquer outras opções de marcação ou pintura adicionais. Um modelista mais exigente, porém, poderá pesquisar um pouco mais e pintar as peças em PE nas cores próprias, parte em “madeira envernizada”, parte em alumínio e parte no primer usado pelos alemães na época, uma cor bastante semelhante ao RLM 02 que seria usado anos depois pela Luftwaffe na 2ª Guerra.

As instruções são muito bem apresentadas, em um folheto de 8 páginas que contêm um mapa das peças, um passo-apasso detalhado do processo de montagem e um útil par de desenhos mostrando o modelo pronto. Para os que já estão acostumados com PEs da Eduard, parece até fácil...

i1  i2  i3 

Conclusão

Pelo tamanho diminuto das peças e pela aparente complexidade, trata-se de um kit orientado para modelistas mais experientes e ousados que desejem encarar um bom desafio.

Recomendado para os que desejem explorar os seus limites e tirar o potencial desta bela oferta da Eduard.

 

Agradecemos à Eduard pelo exemplar deste review.

alt

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum