Bf 110G-2 Weekend - Eduard, 1/72 (7421)
Escrito por Marcello Pelliccione   
Sex, 07 de Fevereiro de 2014 00:00

alt

 Bf 110G-2 Weekend Edition - Eduard, 1/48 (7421)

Histórico:

A Luftwaffe estava determinada a parar de produzir o Messerschmitt 110 em fins de 1941, com a conclusão da série Friedrich (110F), e este seria substituído pelo Messerschmitt 210, que acabou sendo um grande fracasso. Apesar da fábrica alemã trabalhar dobrado para contornar a situação e corrigir todas as falhas do projeto substituto (o resultado seria o Messerschmitt 410), decidiu-se partir para uma versão provisória e melhorada do 110: a série G.
As diferenças da nova série estavam nas substituições de motor e de armamento, sempre para modelos mais potentes. Mesmo assim, como nas séries anteriores, os 110G podiam ser usados tanto como caças diurnos pesados, como caças-bombardeiros. Também fizeram uma "limpeza" aerodinâmica no desenho da fuselagem.
A partir do modelo de produção G-2, o uso dos sets de armamentos Rüstsätze (R1 a R7) tornou a aeronave mais versátil e mortal, permitindo seu uso como interceptadores de bombardeiros pesados, por exemplo.
O Messerschmitt Me Bf 110G-2 prestou serviço intenso de 1942 a 1944, quando passou a ser eclipsado pelos caças monopostos aliados.

O Kit:

Trata-se da versão weekend do modelo da Eduard, ou seja, é a versão enxuta de seus irmãos profipack (veja o review aqui). Apenas o modelo injetado, sem acessórios como PE e máscaras para pintura, e reduzido a uma única opção de marcações (no caso, um 110G-2 do 5./ZG 1 em Wells, na Áustria, em 1943-44).
O modelo, como todos da linha da Eduard, é muito bem injetado e traz detalhes finos, superando os antigos Italeri e os novos Airfix.

alt alt alt
alt alt alt

As transparências também são bem injetadas, não distorsivas, e permitem optar por um canopy fechado ou aberto.
As instruções, como de costume, são bem diagramadas e compreensíveis, não deixando margem para dúvidas mortais.
Chama a atenção a quantidade de peças que sobrarão para a caixa de sobressalentes: nada que menos que 73 peças, as quais devem pertencer a outras variantes do 110 e não são usadas na montagem.
Apesar de não citada, pelas instruções, a configuração Rüstsätze apresentada no kit é a R-3, com dois canhões ventrais MK 108 de 30 mm e tanques suplementares.

alt alt alt alt

 

Conclusão:

Mais um belo modelo da Eduard, indicado para modelistas de qualquer nível (de iniciantes a sêniores).
Importante notar que o kit serve de base para a linha de detalhamento Brassin da Eduard, e o uso desses acessórios incrementará em muito a réplica do 110G-2.

 

Agradecemos à Eduard pelo exemplar deste review.

alt

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum