USS Destroyer Escort DE-99 - PIT-ROAD - 1/350 - Pt 2
Escrito por Nelson Rapello   
Qua, 12 de Setembro de 2012 15:03

 

Primeira parte deste artigo

 

PARA SE FAZER O BAURU E OS DEMAIS CANNONS BRASILEIROS DA CLASSE BERTIOGA

 

Geralmente quando se pensa em fazer um desses navios, a primeira idéia que vem a cabeça do modelista brasileiro é usar o kit da Revell na escala 1/248 que foi lançado aqui nos anos 60 como Bertioga e relançado nos anos 80 como Bauru. Na verdade esse kit foi lançado originalmente nos Estados Unidos em meados dos anos 50 como sendo o USS Buckley, foi posteriormente relançado nos anos 60 pela Revell inglesa como sendo a Fragata da China Nacionalista Tai Chao, pela Revell Americana como USS Blessman e pela Revell alemã como HMS Bligh. Mais recentemente a Revell americana recolocou-o no mercado numa edição comemorativa com uma reprodução da arte da caixa original dos anos 50.

 

DE-019.jpg image by APRJ

 

Observe-se que a arte da caixa original foi superficialmente retocada aqui no Brasil para se fazer passar pelo Bertioga. Porém na arte da caixa do Bertioga manteve-se o padrão de pintura da US Navy Measure 22 que era usado pelo Buckley, no entanto eu acredito que esse padrão não tenha sido usado nele operacionalmente na MB, pois tudo indica que o Bertioga foi repintado no mesmo padrão que hoje ostenta o Bauru imediatamente após a sua incorporação em 1944.

A parte a questão da arte da caixa, cabe lembrar que esse foi um kit concebido nos anos 50 e que hoje se encontra inteiramente aquém dos padrões dos kits de navios atuais. Nem mesmo o fato de haver um photo-etch de excelente qualidade atualmente disponível para ele no mercado chega a compensar as suas deficiências com relação a qualidade dos detalhes, principalmente considerando-se a escala. Par se ter uma idéia melhor do kit da Revell, recomendo a leitura desse review do HMS Blighs: http://www.users.globalnet.co.uk/~pinni ... ckley.html

Observe-se ainda que esse kit foi feito originalmente para representar o próprio USS Buckley, e que apesar das semelhanças que existem entre as classes Buckley e Cannon, existem alguns detalhes que precisariam ser modificados para se fazer um Bertioga ou Bauru com eles. Basta comparar o formato da chaminé na arte da caixa do Bertioga com a da foto na caixa do Bauru para já se ter uma noção disso.

O kit da Pit-Road, apesar de ser menor em termos de escala, ficando com 27cm enquanto o da Revell fica com 38cm, é muito mais atualizado em termos da qualidade dos detalhes e ainda com o bônus adicional de trazer a chaminé correta para os navios da classe Cannon. Porém apesar das evidentes vantagens em relação ao kit da Revell, isso não significa que se possa montar o kit diretamente da caixa sem se fazer alguma pesquisa sobre os Cannons usados no Brasil para se escolher as peças certas a serem usadas e se realizar pequenas correções.

Como foi mencionado antes, os navios da classe Cannon foram configurados de acordo com o tipo de ameaça que iriam enfrentar em sua área de operação. Apesar de constar da folha de decalques dedicada a US Navy a possibilidade de se fazer o próprio USS Cannon (Baependi na MB a partir de dezembro de 1944), que era configurado com tubos lança torpedos para uso no Atlântico.

A instrução da Pit-Road só se preocupou em mostrar a montagem das partes que compõem a configuração do Pacífico, onde esses tubos eram removidos para incremento do armamento anti-aéreo. Isso se deve ao fato da Pit-Road ter dado apenas atenção aos dois destroyers japoneses que eram configurados dessa forma, estando essa configuração correta também para o USS Slater previsto no decalque da US Navy. Felizmente para nós, o USS England levava a configuração do Atlântico semelhante a dos Cannons e as peças necessárias para fazê-la estão todas presentes nas partes da arvores referentes a versão da Trumpeter, sendo apenas necessário se conseguir uma cópia da instrução do USS England para montá-las corretamente.

Essas duas fotos do USS Cannon ainda US Navy, permite se ter uma boa noção de como era a configuração geral dos Cannons que vieram para o Brasil. Comparando com a etapa final de montagem da instrução da Pit-Road, pode-se ver a diferença entre as configurações na parte central do navio.

 

 

DE-022.jpg image by APRJ
DE-023.jpg image by APRJ

 

 

No caso então dos Cannons brasileiros, deve-se então utilizar as peças B6,10 e B 11 a serem montadas conforme indicado nas etapas 7, 9 e 16 da instrução do England da Trumpeter, e não montar as peças D1, D3, D6, e D7 conforme indicado nas etapas 12 e 17 da Instrução da Pit-Road. Observar ainda que o conjunto formado pelas peças D4 e D5 da etapa 13 deverá ser posicionado no lugar do conjunto C8 e C27 na etapa 17. Também na etapa 23 da instrução da Pit-Road não deverão ser montadas as peças D2, os conjuntos formados pelas peças D4 e D5 da etapa 13 e o conjunto formado pelas peças B14, C21 e os dois canhões de 20mm próximo a popa.

 

DE-026.jpg image by APRJ

 

Na foto abaixo, tirada do Bauru enquanto ele ainda estava no Aterro do Flamengo, dá para se ver bem esses detalhes na parte central do navio, assim como também permite constatar que o conjunto formado pelas peças D1, D3 e B9 na etapa 14 é correto para os nossos Cannons. Observe-se ainda na foto o formato da chaminé dos Cannons e ausência do guindaste dos torpedos, removido no início dos anos 60 devido o navio ter passado a atuar como Aviso Oceânico. Nessa ocasião todo o armamento anti-submarino foi removido e o Bauru recebeu a designação U26. Durante a restauração o armamento anti-submarino foi recolocado a exceção do guindaste. Um cuidado que deve-se ter ao analisar as referencias fotográficas dos Cannons brasileiros é que a maioria das fotos existentes são dos anos 50 ou 60, quando os navios sofreram alterações de configuração devido a mudanças no perfil operacional em função das evoluções na tecnologia naval. Um exemplo é essa foto Baependi tirada nos anos 60 quando ele já ostentava a designação U27. Comparando-a com as fotos acima dele ainda como USS Cannon, percebe-se que tanto o guindaste como os tubos lança torpedos foram removidos, além de outras modificações menores. Portanto, dependendo do período em que se deseja representar o navio, outras modificações no kit além das aqui propostas para o uso na MB durante a Segunda Guerra necessitam ser feitas.

DE-027.jpg image by APRJ

 

Nas peças B13, B15, C32, C36 e C37 foram estampados detalhes que aparentam ser suportes para as cargas de profundidade. Porém fotos dos nossos Cannons como essa do Bauru enquanto ainda era o USS Mac Ann sugerem que esses suportes nunca chegaram a ser instalados em nossos navios, sendo mais recomendável a sua remoção. Com relação ao escudo do canhão nº 1, aparentemente haviam dois tipo, um que era plano que equipava os Buckleys e alguns Cannons como o USS Slater, infelizmente para nós no kit só é fornecido esse modelo conforme a comparação com a foto do classe Buckley DE- 790 USS Borum. Todos os nossos Cannons foram equipados com outro modelo de escudo com uma ponta bem no centro. No caso essa teria que ser adicionada a peça A12 do kit.

 

DE-032.jpg image by APRJ

 

Finalmente a última alteração se refere a marquise sobre o lançador de foguetes MK.10 Hodgehog. Aparentemente deu-se preferência a representar na peça A6 o modelo usado nos Buckleys, que era paralelo ao convés do navio e sustentado por duas barras laterais. Na foto a comparação da peça com o classe Buckley DE-059 USS Foss. No entanto todos os Cannons tinham a marquise igual a que aparece na foto do Baependi dos anos 60, começando mais em baixo, inclinada para cima e sem as barras de suporte. Infelizmente são muito raras as fotos dos Cannons brasileiros durante a Segunda Guerra, a grande maioria delas são como a tirada durante a cerimônia de transferência para a MB estando eles ainda pintados com o padrão Measure 22 e a numeração da US Navy. A foto que talvez melhor retrate a aparência dos nossos Cannons durante a Segunda Guerra seja a do Bracuí tirada entre 1945 e 1946. Interessante observar a lona que cobria a culatra dos canhões de 3 polegadas.

 

DE-036.jpg image by APRJ

 

CONCLUSÕES

O lançamento desse kit pela Pit-Road veio a preencher uma lacuna de longos anos, pois pela primeira vez surge a possibilidade de se montar um kit de um navio da Marinha do Brasil que tenha atuado durante a Segunda Guerra dentro dos padrões atuais de qualidade. Infelizmente porém, ainda existe uma dificuldade a ser resolvida quanto as marcações do navio, pois essas eram em branco o que elimina a possibilidade de se imprimi-las em impressoras de jato de tinta. E até a presente data nenhum dos nossos fabricantes de decalques se interessou pelo tema.

De resto o kit é de excelente qualidade e os poucas modificações a serem feitas são bastante simples, pois ou usam as próprias peças adicionais do kit ou podem ser facilmente realizadas em scratch. A existência de dois excelentes sets de detalhamento para o kit da Trumpeter que são perfeitamente compatíveis com o kit da Pit-Road ampliam ainda mais as possibilidades de se obter um resultado excepcional com ele.

Como os kits da Pit-Road geralmente são um tanto restritos ao mercado japonês, praticamente só se encontrará esse kit em lojas no Japão. Isso acaba encarecendo um tanto o mesmo, fazendo com que ele no final acabe ficando mais caro do que um England da Trumpeter comprado aqui no Brasil. Porém apesar disso, para os que desejam ter uma boa representação de um dos Bertiogas, o resultado final certamente compensará o preço.

REFERENCIAS

- Squadron Signal Warships Nº 11 – Escort Destroyers in action

- Destroyer Escort Historical Museum DE-766 USS Slater: http://www.ussslater.org/

- Navios da Classe Bertioga

• Bertioga: http://www.naviosbrasileiros.com.br/ngb/B/B046/B046.htm

• Beberibe: http://www.naviosbrasileiros.com.br/ngb/B/B026/B026.htm

• Bracuí: http://www.naviosbrasileiros.com.br/ngb/B/B060/B060.htm

• Bauru: http://www.naviosbrasileiros.com.br/ngb/B/B023/B023.htm

• Baependi: http://www.naviosbrasileiros.com.br/ngb/B/B003/B003.htm

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum