I-16 Type 10 Over Spain “Dual Combo” Limited Edition – Eduard 1/48 (1160)
Escrito por Amilcar "Mobi" Mesquita Junior   
Sex, 04 de Maio de 2012 23:50

Eduard Item 1160

Breve histórico:

Um dos aviões mais populares e mais conhecidos da Rússia, nasceu em 1933. No último dia daquele ano, em 31 de dezembro, o famoso aviador soviético Valerij Tchalov realizou o vôo inaugural do novo protótipo CKB-12. O CKB-12 era um projeto muito moderno e revolucionário para a época. O motor instalado era um Shvetsov M-22 (licença construção do motor Bristol Jupiter) com 480 Hp, ao em vez do esperado Shvetsov  M-25, de 750hp, uma licença Soviética para a construção do motor Wright R-1820 Cyclone.

Apesar da pouca potência do novo avião, Tchalov ficou impressionado com as suas capacidades de vôo e especialmente a sua sensibilidade de controle. O segundo protótipo foi equipado com um original importado do motor Wright Cyclone, e o desempenho da aeronave melhorou muito. Após o desenvolvimento e as melhorias necessárias, a produção em série foi ordenada na fábrica Zavod 39, em Moscou, e na fábrica Zavod 21, em Gorki, sob a designação VVS (Força Aérea Soviética) I-16.

Estes aviões foram equipados com o motor M-22, porque o novo motor M-25 ainda não estava disponível e não foram instalados armamentos. Velocidade máxima destes primeiros I-16 foi de 362 km/h, no nível do mar, e 346 km/h, a 3.000m. Cinquenta aviões foram fabricados em Zavod 39, conhecido como I-16, sem qualquer sufixo adicional. Zavod 21 produziu o seu primeiro lote de I-16, embora com algumas dificuldades, porque três outros tipos de aeronaves estavam sendo produzidas em suas linhas de produção. Por esta razão, os I-16 de Zavod 21 receberam os sufixos "Tipo 4".

No final do Verão de 1934, o primeiro avião atingiu as unidades da VVS. A recepção do novo avião não foi das melhores. No final da Primavera de 1935, M-25 motor foi finalmente disponibilizado em quantidades suficientes. O novo motor recebeu uma nova carenagem, tipo Watter, dando ao I-16 a sua forma característica. As características de vôo não sofreram alterações, mas o desempenho melhorou significativamente. A velocidade máxima era agora 390 km/h, ao nível do mar, e 445 km/h, a 3.000m. A aeronave estava armada com duas metralhadoras ShKAS de 7,62 mm, montadas nas asas.

Em janeiro de 1936, o “Tipo 5” substituiu o “Tipo 4” nas linhas de produção de Zavod 21. Ainda um iniciante na cena da aviação de caça, o Tipo I-16 “Tipo 5” logo teve a chance de mostrar sua capacidade em ação.

Durante a Guerra Civil Espanhola, o I-16 construiu sua reputação grande guerreiro. Até 1938, o “Tipo 5” permaneceu como a versão principal, gradualmente atualizada pelo “Tipo 6”. Além da Espanha, o “Tipo 5” viu combate na China, onde estas aeronaves foram enviadas juntamente com equipes soviéticas. Em 1937, as dificuldades iniciais foram esquecidas, mas novas críticas foram feitas. Portanto, um novo tipo melhorado foi introduzido, o “Tipo 10”, com mudanças significativas. Primeiro o novo motor M-25V, com 750cv, foi instalado. A asa foi reprojetada para incluir flaps de aterragem. Duas metralhadoras 7,62mm ShKAS foram adicionadas na parte superior do motor. A cabine foi melhorada e o canopy foi completamente redesenhado, com um para-brisas único, todo em vidro, à frente de uma cabine aberta. A velocidade máxima passou para 390 km/h, ao nível do mar, e 438 km/h, a 3.200m.

A produção do “Tipo 10” começou em Gorki, em março de 1938. O “Tipo 10” chegou à Espanha, assim como na China, onde lutou contra os japoneses sobre Chalkin-Gol e sobre o Lago Chasan. Eles viram ação na Guerra de Inverno contra os finlandeses e também lutaram na Polônia, no Outono de 1939.

Em junho de 1941, quando a URSS foi atacada pela Alemanha e a Grande Guerra Patriótica começou, o I-16 “Tipo 10” permaneceu, juntamente com outras versões do I-16, como a arma principal das unidades de caça da VVS.

No total, cerca de 9.450 unidades do I-16 de todas as versões foram produzidas, a maioria delas, cerca de 8.495 unidades, pela fábrica Zavod 21, em Gorki. O “Tipo 10” foi seguido por versões melhoradas, ”Tipo 17”, “Tipo 24” e “Tipo 29”.

Os primeiros I-16, Tipos 5 e 6, apareceram nos céus espanhóis em novembro de 1936. Governo republicano comprou 422 unidades de I-16 da União Soviética, mas apenas 293 aviões foram entregues aos espanhóis, devido a várias questões. O I-16 viveu seu batismo de fogo no dia 13 novembro de 1936, quando doze I-16 (“Tipo 5” e “Tipo 6”) interceptaram bombardeiros Nacionalistas em Madrid.

O I-16 imediatamente começou a dominar o inimigo, He 51s, Arado Ar-68 e biplanos Fiat CR.32, até a chegada do Messerschmitt Bf-109. A experiência de combate mostrou as fraquezas do I-16, vários aviões foram perdidos após uma falha estrutural das asas, balas de metralhadoras podia às vezes penetrar no encosto blindado e na proteção dos tanques de combustível. Os radiadores de óleo não eram eficientes no clima mediterrâneo. O pó encurtava a vida dos motores. O armamento, apenas duas metralhadoras de 7,62mm, eram insuficientes no combate com os bombardeiros modernos, o que  levou à chegada do “Tipo 10”, com quatro metralhadoras.

Entre 1936 e 1938, foram entregues 276 I-16 a Espanha. Até o final da guerra, em 01 de Abril 1939, foram perdidos 187 Ratas na Espanha: 112 no combate aéreo, 01 abatido pelo fogo antiaéreo, 11 destruídos no chão, 01 forçado a pousar e 62 perdidos em acidentes. Em 15 de agosto de 1953, Miguel Entrena voou o último I-16 em condições de vôo pela última vez e encerrou a carreira do "Rata" nos céus espanhóis.

O kit:

Neste relançamento, a apresentação da caixa na versão “Dual Combo” do I-16 Type 10 da Eduard já dá uma amostra da excelente qualidade do produto e de seu conteúdo recheado de surpresas. Além da bela arte presente na capa da caixa, em sua lateral podemos ver todas as 08 versões de decalques que o kit oferece.

São dois conjuntos de árvores (um para cada kit), compostos de 05 galhas cada, sendo uma de transparências, totalizando 182 peças, todas com o já conhecido padrão de qualidade e nível de detalhamento da marca Tcheca.

Nesta edição limitada, encontramos ainda dois conjuntos de PE’s de excelente qualidade, sendo um colorido e outro metálico, com 55 peças cada e uma folha com dois conjuntos de mascaras de pinturas.

A qualidade do molde continua a mesma. O kit não apresenta rebarbas ou distorções e está em pé de igualdade com lançamentos mais modernos da indústria, com linhas de painel rebaixadas e detalhes precisos, finos e consistentes por toda a aeronave. Houve a preocupação em reproduzir a estrutura do entelamento metálico das estruturas, muito bem representado.

Por dividir peças com outras versões do I-16 lançadas pela Eduard, o kit vem com spinners, hélices, coilings e partes do trem de pouso para atender estas versões. Portanto, CUIDADO! Leia atentamente o manual para saber qual a peça à ser usada nesta versão.

Os decais são de ótima qualidade, semi-brilhantes e finos, sem muito filme e com registro perfeito. A folha de decalques vem com uma folha de proteção, mas, mesmo nesta versão “limitada”, vem sem uma embalagem própria, o que é lamantável.

O manual de instruções, em formato A4, com papel de alta qualidade, é composto de 16 páginas, com instruções claras da montagem do kit, iniciando pela montagem da fuselagem, do cockpit, das asas e dos detalhes externos e terminando com a apresentação, em 05 vistas coloridas, das 08 versões de pinturas que o kit oferece.

 

Versões:

O kit oferece 08 opções de pinturas, 04 de aeronaves dos esquadrões Nacionalistas e 04 dos esquadrões Republicanos, que atuaram na Guerra Civil Espanhola. São elas:

  • I-16 Type 10, Nationalist Air Force, 26th Grupo de Caza, Tablada airfield, Sevilla, 1944-1945;
  • I-16 Type 10, Nationalist Air Force, Morón Fighter School, Morón Airbase, 1940-1941;
  • I-16 Type 10, Nationalist Air Force, Reus airbase, Spain, 1940´s;
  • I-16 Type 10, Nationalist Air Force, Morón Fighter School, Morón Airbase, 1949;
  • I-16 Type 10, Spanish Republican Air Force, flown by Jose-Maria Bravo, Francisco Tarazona, COs of 3rd Escuadrilla, Vilajuiga airbase, February 1939;
  • I-16 Type 10, Spanish Republican Air Force, 1st Escuadrilla, Liria airbase, April 1938;
  • I-16 Type 10, Spanish Republican Air Force, 7th Escuadrilla, Pachs AB, autumn 1938;
  • I-16 Type 10, Spanish Republican Air Force, flown by Pedro Rueda, 4th Escuadrilla.

Conclusão:

Essa reedição do I-16 Type 10 pela Eduard, que também vem acompanhada da reedição de uma versão “Weekend” do mesmo avião, vai permitir que os fãs da aviação soviética acrescentem em suas coleções essa versão do Rata, que há muito tempo não se via no mercado.  A Eduard mais uma vez se superou, oferecendo um produto de alta qualidade e bela apresentação.

 

Meus sinceros agradecimentos à Eduard pelo envio do kit e pela parceria com a APRJ/ IPMS-RIO!

 

 

 

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum