Color Wheel Guide
Escrito por Leo Hack   
Sáb, 19 de Novembro de 2011 07:06
Introdução:

O presente review tem como objetivo, explicar o funcionamento do guia de mistura de cores da Daler Rowney, fabricante inglês de materiais artísticos há mais de duzentos anos, e que produz produtos de altíssima qualidade, apreciados por muitos modelistas.

Para um melhor entendimento, faremos uma brevíssima explanação sobre a teoria das cores, mais especificamente quanto à definição de cores primárias, secundárias e terciárias. Cumpre ressaltar ainda que devido à limitação das cores apresentadas, em nenhum momento o produto resolverá o eterno problema da maioria dos modelistas de formular suas cores, mas ajuda, propiciando uma boa noção do resultado de algumas misturas, assim como auxiliando na composição e harmonização das cores no trabalho (cores diádicas, triádicas e tetrádicas, análogas e complementares, ).

O sistema utilizado é o de cores primárias sendo o vermelho, azul e amarelo (sigla em inglês, RYB). Sistema que é o utilizado nas academias de belas artes.

Uma breve explicação sobre teoria das cores:

As cores são divididas basicamente em primárias, secundárias e terciárias.

a)Primárias: são aquelas que formarão as cores secundárias. São elas (no sistema RYB): vermelho, amarelo e azul. As cores primárias não podem ser reproduzidas através de nenhuma mistura.

b)Secundárias: são formadas através da mistura das cores primárias entre sí. são elas: verde, laranja e violeta

c)Terciárias: são formadas através da mistura das cores primárias com as secundárias. São elas: vermelhão(red-orange), âmbar(yellow-orange), verde amarelado(yellow-green), turquesa(blue-green)

Para fins de harmonização e composição, as cores são classificadas em:

a)Complementares: São aquelas que estão sempre opostas na roda de cores, como por exemplo, vermelho e verde. Cores complementares resultam em combinações vibrantes que devem ser utilizadas com cautela, sendo inclusive não recomendada para confecção de textos, por exemplo.

b)Análogas: São aquelas que estão mais próximas uma da outra. Geralmente geralmente combinam bem e resultam em efeitos agradáveis aos olhos. São combinações freqüentemente encontrados na natureza e são harmoniosas e agradáveis aos olhos. O maior cuidado na sua aplicação é a constatação de que haverá contraste suficiente.

c)Diádicas(Diad) São cores espaçadas por uma outra na roda de cores. Ex: vermelho e laranja.

d)Triádicas(Triadic) Compostas por três cores espaçadas a uma distância igual à parte na roda de cores. O contraste entre as cores não é tão forte como às complementares.

e)Tetrádicas(Tetrad) Compostas por quatro cores na roda de cores.

f)Divisão de complementares: Composta por uma cor de cada lado do seu complemento na roda de cores, por exemplo, vermelho, verde amarelado(yellow-green), e turquesa(blue-green).

Cores quentes e cores frias:

Na borda da roda, exatamente no meio, há a indicação de onde começam as cores quentes(warm colors) e as cores frias(cool colors). Como os proprios nomes já sugerem as cores quentes são mais vibrantes, transmitindo calor e "trazendo os olhos mais para perto", enquanto e as cores frias, ao contrário, sugerem frieza, distanciamento, melancolia.

Descrição e funcionamento:

Trata-se de quatro círculos de papelão plastificado sobrepostos, com recortes que ao girar a parte da roda onde há o logotipo do fabricante impresso roda, serão mostrados os resultados das misturas das cores primárias, secundárias e terciárias com as próprias cores primárias, mais branco ou preto. O fabricante utiliza como cores primárias: vermelho, azul e amarelo; secundárias: verde, laranja e violeta; e terciárias: vermelhão(red-orange), âmbar(yellow-orange), verde amarelado(yellow-orange), turquesa(blue-green). Há ainda, um pequeno esquema demonstrando as diversas graduações de cinza, indo do valor 1 (preto), ao valor 10 (branco), que servem somente para dar a noção de escala de cinza.

Imagem

Do outro lado da roda, estão os diagramas das cores que fornecerão as informações em relação à harmonia das cores. Na parte de fora da roda, estão as cores puras, e descendo até o centro, é possível verificar as suas variações ao se acrescentar branco (tint), preto e branco(tone), e preto(shade).

Imagem

Há ainda, no centro da roda, um pequeno esquema para a identificação das cores diádicas, triádicas e tetrádicas, análogas e complementares com suas divisões, que têm como fim, a harmonização e combinação das cores entre sí. O funcionamento é simples. Uma vez compreendido como se classificam e subdividem as cores e como funciona a harmonização entre elas, basta girar os círculos externos da roda e verificar como ficaria uma mistura de uma determinada cor, ou se a combinação dessas cores seriam adequadas para a finalidade que se deseja.

Conclusão:

Trata-se de uma ferramenta bem interessante e que pode poupar muito tempo para quem precisa ter essas combinações à mão, como ilustradores, arquitetos, etc. Acreditamos que para o modelismo a utilização já é bem mais restrita, a não ser que exista algum tipo de liberdade para se pintar o modelo e o autor queira aplicar alguma combinação de cores que não cause desarmonia. Acreditamos que esse produto teria mais aplicação na confecção de edificações para dioramas e vinhetas, terrenos, figuras que não possuam cores de vestimentas exatas e alguns veículos civis do que na pintura de outros modelos, principalmente aviões militares. Porém, para quem gostaria de se aprofundar um pouco mais e se dar ao luxo de lançar mão do produto "se algum dia precisar", não deixa de ser uma boa aquisição.

Referências:

http://www.tigercolor.com/color-lab/color-theory/color-harmonies.htm

http://www.writedesignonline.com/resources/design/rules/color.html

http://www.daler-rowney.com/en/content/home
 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum