German Artillery Tractor T-70 & 7,62cm Gun FK288 - Miniart 1/35 (
Escrito por Flávio "Fravin" Fernandes   
Dom, 16 de Janeiro de 2011 14:40

Imagem
Miniart MA35039

A Miniart tem se esforçado para oferecer cada vez mais modelos ao mercado, e tem tratado de temas pouco usuais. A Miniart utiliza uma estratégia interessante que a DML há muito tempo desenvolve: Utilizar partes de um kit base para lançar adaptações ou novas versões. Isso acaba tornando o tema abordado mais profundo, com mais modelos diferentes e que chamam atenção pelo ineditismo.

Esse é o caso deste kit. A Miniart juntou o kit do T-70 com o novo canhão de 7,62mm para lançar esse interessante conjunto. Desde o anuncio deste kit eu me interessei pelo tema, pessoalmente gosto muito de artilharia rebocada. Aguardei ansioso para avaliar esse kit.

O kit vem injetado em um mole plástico cinza. São no total vinte grades, com 586 peças. Há uma grade com delicadas peças transparentes, uma pequena folha de PE, uma pequena folha de decal, e claro, o folheto de instruções.

Imagem Imagem

As peças abordam, separadamente, o rebocador baseado no tanque T-70, um reboque de munições e o novo canhão de 7,62mm. Além de acessórios e cinco figuras.

Muito tem se falado da ausência de numeração nas grades dos kits da Miniart. É assustador olhar para a grade e perceber que não há identificação das peças. É preciso olhar no diagrama das peças na primeira página do folheto de instruções para identificar corretamente as peças. Embora as peças grandes possam ser rapidamente identificadas, as delicadas peças se perdem, tornando o processo de montagem mais trabalhoso e tedioso. A Miniart parece ter acordado para essas reclamações e passou a incluir os números das peças nas grades. Nesse kit há algumas grades com numeração. São as grades com as novas rodas para os caminhões russos (grades C), a grade do reparo do canhão (grade B) e as grades com os cartuchos de munição e caixas de madeira (grades Cd).

O kit do T-70 serve de base para o rebocador. Não houve grandes modificações no veículo real, e a Miniart apenas incluiu pequenos detalhes ao kit básico do T-70. Portanto, os problemas encontrados por quem montou o T-70 estarão presentes aqui. Há algumas incosistências no projeto desse modelo: por exemplo, o buraco onde entram os braços da suspensão na carcaça inferior são menores do que os braços. E estes acabam encaixando em uma posição errada. É preciso corrigir isso antes da montagem. Como este não é um review de montagem, vou apenas analisar o kit na caixa.

As peças do T-70 apresentam bons detalhes, bem reproduzidos pelo macio plástico. O kit traz as inovações frequentes nessa geração de kits, como os "slide molds". As marcas de solda são muito bem reproduzidas. Os paralamas do kit parecem grossos demais, mas trazem bons detalhes injetados. Há pequenas e delicadas peças com imponentes detalhes. Mas a parte superior do casco é uma peça grande, e sofre com o plástico mole do kit. Neste exemplar, está ligeiramente entortada.

Imagem Imagem Imagem

Há relatos de inconsistência na injeção desses kits da Miniart. O exemplar aqui analisado apresenta em vários pontos falhas na injeção, com impressionantes rebarbas! Havia alguns anos que eu não percebia rebarbas em um kit. As técnicas de injeção avançaram muito nos últimos anos e há kits, virtualmente, sem rebarbas. Os novos kits da DML apresentam linhas finíssimas, quase impreceptíveis, enquanto este exemplar apresenta rebarbas grandes, lembrando os antigos kits da Revell vendidos nas Lojas Americanas. Mas a boa notícia é que o pessoal tem recebido modelos muito bem injetados, então pode ser que o seu exemplar seja injetado perfeitamente.

As peças das rodas do T-70 apresentam detalhes em ambos os lados, embora a borracha pareça muito espessa. Nesta mesma grade estão as escotilhas que apresentam os visores injetados junto das peças. Embora sejam bem representadas, há falta de detalhes presentes em outros kits dessa geração. Essas escotilhas apresentam os detalhes internos muito mal representados. Se o modelista resolver montá-las abertas terá trabalho.

O recente set de rodas russas lançada da Miniart equipa o reboque de munição e o reparo do canhão de 7,62mm. A Miniart utiliza o mesmo método de reprodução de pneus utilizado pela DML. Há várias fatias que reproduzem a textura do pneu. As peças unidas formam um pneu extremamente bem detalhado. Bem, isso funciona de forma magnífica nos kits da DML, mas neste kit isso parece que não irá acontecer. Há rebarbas consideráveis nessas rodas. O trabalho exigido para retirá-las provavelmente danificará os finos detalhes. Em outras peças dessa grade, os detalhes parecem ter sofrido com a péssima injeção. Os pequenos detalhes não foram representados corretamente. Uma pena, eu esperava bastante deste set de rodas, que poderia equipar os excelentes caminhões russos por aí.

Imagem Imagem Imagem
Imagem Imagem Imagem

As peças do canhão são divididas em duas grades. Essas grades incluem rodas que serão substituídas pelas novas rodas. Embora apresentem bons detalhes (também são em fatias) há excesso de rebarbas. O cano do canhão é moldado no antigo estilo, em duas partes para serem coladas. A Miniart poderia ter utilizado os "slide molds" para reproduzir o canhão. Esse novo processo facilita muito a montagem. Mas este cano trará a lembrança as antigas técnicas para montar o cano. É interessante observar que não há pinos de alinhamento (tão tradicionais) para facilitar a montagem! O freio de boca é representado por duas peças isoladas. Os kits antigos traziam o freio de boca unido ao cano. Como o corte do cano era tradicionalmente de cima para baixo, a colagem embora trabalhosa era facilitada pela grande área de contato. Mas a Miniart teve uma idéia que eu nunca tinha visto antes. Ela cortou o freio de boca lateralmente! Ou seja, há pequenas áreas de colagem ali. Será difícil obter um bom acabamento dali!

Há reviews que apontam este canhão 3mm maior do que realmente seria. As peças que compõe o canhão estão muito bem reproduzidas, com detalhes finos nas peças. Há peças muito finas que estão bem injetadas. Está incluída em uma das grades do canhão uma caixa de munição com uma boa textura de madeira. Entretanto só há textura em um dos lados! Nessas grades também estão incluídos cartuchos bem representados. O escudo de proteção do canhão é bem fino, com detalhes em ambos os lados. Os rebites e parafusos estão bem representados, embora na parte de dentro exista um grande ponto de injeção que tomará trabalho do modelista.

Imagem Imagem Imagem
Imagem Imagem Imagem

O reboque de munições é um novo projeto, especialmente para esse conjunto. A grade B inclui peças que são delicadíssimas, e apresentam uma excelente injeção, livre de rebarbas! Os pequeninos parafusos e rebites são muito bem representados e parecem estar em escala correta. Há marcas de pinos de injeção em vários pontos que parecem ficar ocultos depois da montagem.

Imagem Imagem Imagem
Imagem Imagem Imagem

Há quatro grades com as novas caixas de munição. A textura de madeira nessas caixas são muito boas e estão presentes em ambos os lados das peças, permitindo montar as caixas abertas. Também estão alguns cartuchos com excelentes detalhes, embora alguns sejam descartados.

As lagartas são "Link by Link" e tem bons detalhes. Os tradicionais pinos de injeção estão lá, e será preciso lidar com eles antes de prosseguir na montagem. Como dica, será mais fácil lixar com as peças ainda nas grades. São quatro grades com 44 "links" por grade.

Há uma grade com peças que foram incluídas no T-70 para transformá-lo no rebocador. Mas a qualidade de injeção é tão sofrível que me faz lembrar aqueles antigos kits...

Por último, a Miniart apresenta o que faz melhor: as excelentes figuras. Elas representam muito bem a textura do pano das roupas com dobras bem convincentes. Os bolsos apresentam bons detalhes, com linhas bem profundas. As mãos tem bons detalhes e os rostos trazem bons traços de expressão. São cinco soldados em boas poses, que são espalhados no topo do carro.Enfim, este kit apresenta um tema bem interessante, mas o modelista precisará se lembrar das antigas técnicas de montagem. Será uma montagem trabalhosa e sugiro esperar bons desafios pela frente. Embora as instruções pareçam claras, a falta de numeração das peças tornará o processo em um tedioso trabalho. Espero que em outros exemplares as peças ofereçam melhor injeção.

Imagem Imagem Imagem Imagem

Eu recomendo este kit apenas para modelistas experientes e com muita paciência!

Obrigado HOBBYTERRA pelo exemplar deste review.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum