Badger 100 Side Feed
Escrito por Flavio "Fravin" Fernandes   
Ter, 28 de Setembro de 2010 22:44

Esse é um clássico aerógrafo da Badger. Tradicionalmente utilizado nos EUA por ilustradores construiu um mercado importante para a Badger. Muitos artistas norte-americanos aprenderam as técnicas de aerografia na faculdade com um Badger 100. 

Ao longo dos anos, o projeto sofreu pequenas modificações, muitas estéticas. Mas a funcionalidade permanece genialmente inalterada.

Hoje em dia o aerógrafo apresenta um cabo cromado, com peso ideal para manter o aerógrafo balanceado na mão do artista.

Há alguns tipos de aerógrafos basicamente. Os de alimentação por gravidade, com um copo para tinta acima do corpo do aerógrafo. O alimentado por sucção (ou sifão) com alimentação por baixo, graças ao vácuo. E os alimentados lateralmente, como o Badger 100 SF. Esse sistema é interessante por que combina um pouco de cada um dos outros sistemas. Por ser lateral, é preciso menos pressão para manter o vácuo na tinta e por ter um copo com o fundo abaixo da linha da agulha, os resíduos da tinta não vão parar dentro do bico.

Há opções para agulhas grossas, médias e finas. Troca-se o bico juntamente com a agulha. É bom lembrar que a espessura do bico e agulha não estão ligados a capacidade de fazer linhas finas ou grossas, mas sim a consistencia da tinta a ser usada. Tintas mais viscosas irão precisar de um bico mais grosso, e tintas mais diluidas precisarão de uma agulha fina.

O sistema que a Badger usa é o clássico bico-alfinete. O bico se prolonga acompanhando a agulha, formando um corredor para a tinta bem fino. Por isso não pense em usar o bico fino se for pitar com tinta mal diluída, isso acarretará entupimentos constantes.

Atrás do gatilho há um interessante sistema para trava da agulha. Puxa-se a peça que empurra o gatilho para trás através de uma lingueta e esse movimento trava a agulha. Isso é muito bom para evitar acidentes indesejáveis na agulha durante a limpeza do bico. 

Há também um limitador do curso da agulha. Funciona como um parafuso que quando apertado empurra o gatilho para trás, diminuindo o curso da agulha. Assim ao apertar o gatilho para baixo, teremos uma quantidade de tinta já definida, sempre igual. Assim torna-se fácil fazer degradês escalonados. Também é muito útil para fazer as manchas dos aviões alemães.

O Badger 100 SF vem acompanhado de um copo lateral de 1/16oz mas há opção para um copo maior de 1/8oz. 

O aerógrafo permite um controle bem preciso do jato de tinta. Precisão é um termo encontrado nos engates e roscas desse aerógrafo. Ele é construído com a maestria de quem dominou o mercado por anos. 

Durante a pintura, percebe-se o quanto o aerógrafo é calibrado e bem equilibrado. A seção de pintura é bem prazerosa.

A montagem para a limpeza é rápida e requer poucos passos. A engenharia precisa torna o trabalho mais fácil e rápido. 

O Badger 100 SF é um aerógrafo gostoso e preciso. Recomendo para todos os modelistas. Iniciantes ou experientes.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum