Badger 100 Side Feed
Escrito por Flavio "Fravin" Fernandes   
Ter, 28 de Setembro de 2010 22:44

Esse é um clássico aerógrafo da Badger. Tradicionalmente utilizado nos EUA por ilustradores construiu um mercado importante para a Badger. Muitos artistas norte-americanos aprenderam as técnicas de aerografia na faculdade com um Badger 100. 

Ao longo dos anos, o projeto sofreu pequenas modificações, muitas estéticas. Mas a funcionalidade permanece genialmente inalterada.

Hoje em dia o aerógrafo apresenta um cabo cromado, com peso ideal para manter o aerógrafo balanceado na mão do artista.

Há alguns tipos de aerógrafos basicamente. Os de alimentação por gravidade, com um copo para tinta acima do corpo do aerógrafo. O alimentado por sucção (ou sifão) com alimentação por baixo, graças ao vácuo. E os alimentados lateralmente, como o Badger 100 SF. Esse sistema é interessante por que combina um pouco de cada um dos outros sistemas. Por ser lateral, é preciso menos pressão para manter o vácuo na tinta e por ter um copo com o fundo abaixo da linha da agulha, os resíduos da tinta não vão parar dentro do bico.

Há opções para agulhas grossas, médias e finas. Troca-se o bico juntamente com a agulha. É bom lembrar que a espessura do bico e agulha não estão ligados a capacidade de fazer linhas finas ou grossas, mas sim a consistencia da tinta a ser usada. Tintas mais viscosas irão precisar de um bico mais grosso, e tintas mais diluidas precisarão de uma agulha fina.

O sistema que a Badger usa é o clássico bico-alfinete. O bico se prolonga acompanhando a agulha, formando um corredor para a tinta bem fino. Por isso não pense em usar o bico fino se for pitar com tinta mal diluída, isso acarretará entupimentos constantes.

Atrás do gatilho há um interessante sistema para trava da agulha. Puxa-se a peça que empurra o gatilho para trás através de uma lingueta e esse movimento trava a agulha. Isso é muito bom para evitar acidentes indesejáveis na agulha durante a limpeza do bico. 

Há também um limitador do curso da agulha. Funciona como um parafuso que quando apertado empurra o gatilho para trás, diminuindo o curso da agulha. Assim ao apertar o gatilho para baixo, teremos uma quantidade de tinta já definida, sempre igual. Assim torna-se fácil fazer degradês escalonados. Também é muito útil para fazer as manchas dos aviões alemães.

O Badger 100 SF vem acompanhado de um copo lateral de 1/16oz mas há opção para um copo maior de 1/8oz. 

O aerógrafo permite um controle bem preciso do jato de tinta. Precisão é um termo encontrado nos engates e roscas desse aerógrafo. Ele é construído com a maestria de quem dominou o mercado por anos. 

Durante a pintura, percebe-se o quanto o aerógrafo é calibrado e bem equilibrado. A seção de pintura é bem prazerosa.

A montagem para a limpeza é rápida e requer poucos passos. A engenharia precisa torna o trabalho mais fácil e rápido. 

O Badger 100 SF é um aerógrafo gostoso e preciso. Recomendo para todos os modelistas. Iniciantes ou experientes.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum