Spitfire Mk.IX with RAF Pilots & Ground Personnel - ICM 1/48
Escrito por Murício Alves   
Ter, 15 de Junho de 2010 00:00
 

ICM 48801

Histórico:

Projetado por Reginald Mitchell para atender a especificação britânica F.7/30 de 1931, ao voar pela primeira vez em 05 de março de 1936, o Supermarine Spitfire tornou-se o único caça aliado a entrar em plena produção antes de 1939 e que continuou a ser produzido após 1945.

Foram construídas mais de 22 mil unidades de várias versões, sendo a Mk IX uma das mais numerosas.

Em função do sucesso do FW190 sobre as versões anteriores, o Comando de Caça da RAF pediu que fosse feita uma versão que pudesse ser operacional rapidamente. Os projetistas da Supermarine montaram, então, um Mk Vc com o motor Merlin 61de 1.600HP, com um supercompressor de duas velocidades, o que levava o Mk IX além das 400 mph! Externamente, ele era identificado pela hélice quadripá e pelos dois radiadores. Era armado com dois canhões de 20mm e duas metralhadoras .50'.

Essa versão entrou em serviço em julho de 1942, teve sua primeira vitória em 30 de julho, justamente contra um FW190. Foram construídas 5.665 unidades a versão se manteve operacional até 1945.

O Kit:

O kit da ICM foi idealizado para o modelista que pretende utilizar seus elementos para a montagem de uma vinheta, pois além da aeronave, o kit é composto de sete figuras humanas, um cão, um jerrycan, uma escada, uma plataforma de serviço com o que parece ser uma bomba de manivela e um trolley com garrafas de ar comprimido.

Ele vem acondicionado em uma caixa de papel cartão comum, que deixa a desejar no quesito segurança para as grades de peças. Na parte frontal a caixa apresenta uma ilustração onde aparecem a aeronave, as figuras humanas e o cão. Na parte de trás é apresentado todo o esquema de pintura, mostrando a aeronave em três vistas, mais uma vista auxiliar da asa. À direita são indicadas as cores, com referências Model Master.

As grades das peças da aeronave, incluindo aí as transparências e a folha de decal, vêm acondicionadas em um único saco, fechado por banda adesiva.

O conjunto de montagem da aeronave é composto de 174 peças em plástico cinza claro fosco, mais 7 peças do conjunto de transparências.

As transparências apresentam algumas rebarbas. Não são muito finas mas são translúcidas. O conjunto do kit vem com duas opções, para canopy aberto ou fechado.

As partes da fuselagem e asas apresentam um bom nível de detalhamento, com pa-inéis em fino baixo relevo. Chamo a atenção para os ailerons apresentados em peças separadas, mas que não são pivotados, o que pode causar alguma dificuldade no seu posicionamento. As asas ainda permitem que os compartimentos das metralhadoras sejam mostrados abertos.

O conjunto do cockpit é razoavelmente detalhado, destacando-se aí o assoalho, com o detalhamento das hastes de comando do manche, as laterais, onde os acessórios não fazem parte da injeção, mas sim elementos de montagem separados. Ressalto também o assento do piloto, sem os normais cintos de segurança injetados na peça, o que facilita a vida de quem quiser acrescer o modelo com PE para os mesmos.

A parte interna da fuselagem apresenta os struts já integrados no molde, poupando aquele trabalho com plasticard que muitos modelistas costumam fazer.
Cabe ressaltar que, como é prevista a opção de canopy aberto, a peça da lateral es-querda da fuselagem pode ter a porta de acesso recortada para ser igualmente a-presentada na posição aberta.

O motor Merlin e seus suportes é um primor de detalhamento, com sua montagem toda detalhada na sequência 1 do manual.

Como complemento, o conjunto de montagem das figuras e equipamentos de serviço vem disposto em uma grade, em plástico marrom claro. Não se percebe, como em todo o resto do kit, marcas de injeção em locais indesejáveis. As figuras humanas são todas apresentadas da mesma forma (cabeça, tronco e membros) e o cão vem em peça única.
As peças dos equipamentos de serviço de pista são muito delicadas, o que requererá muita atenção na hora de destacá-las da grade.

O manual:

Entendo que este seja uma das partes fracas do conjunto. Em uma impressão monocromática, é composto de apenas uma folha dobrada ao meio e mais duas folhas soltas, sendo uma em que é detalhada a montagem das figuras e equipamentos e outra onde indica as posições dos decais.

Os decais:

Outro ponto fraco. Apesar de finos, são foscos e as insígnias da RAF que vão na parte inferior das asas e nas laterais da fuselagem estão com o círculo central fora de centro.

Conclusão:

Não é kit para um modelista iniciante. A quantidade de peças e as opções de detalhamento proporcionadas pelo fabricante tornam o trabalho de montagem bastante demorado, requerendo muita atenção, ainda mais que não existem pinos de localização para o alinhamento das peças.

Destaco o trabalho de injeção como o ponto forte do kit, com pouquíssimas rebarbas e sem marcas de injeção em lugares indesejáveis. Como pontos fracos, indico o manual, que para um kit com esse nível de detalhamento e quantidade de peças, deveria ter merecido um projeto gráfico melhor e os decais, que vão obrigar o modelista que quiser fazer um acabamento ao nível do resto do kit a procurar no mercado algo melhor.

Obrigado HOBBYTERRA pelo envio do exemplar para review.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum