Tempest Mk. V series 1 "Profipack" - 1/48 - Eduard # 82121
Escrito por Amilcar "Mobi" Mesquita Jr   
Ter, 20 de Julho de 2021 00:00

82121 tempest mk.v box front z2

Eduard # 82121

A história do Tempest é na verdade nada mais do que uma tentativa de eliminar as deficiências do Hawker Typhoon, o que o impediu de ser um caça de sucesso. O principal problema do Typhoon foi a asa grossa, com perfil NACA 22, oferecendo muito espaço interno para combustível e armamento, mas aumentava o arrasto rapidamente com o aumento da velocidade. Não surpreendentemente foi a asa o centro das mudanças do novo caça. O design deveria originalmente manter o nome Typhoon com a designação Mark II, mas, como se tornou óbvio, o resultado final seria um novo avião, então o nome foi alterado. Nome Tempest seguiu o caminho da Hawker,  que usava nomes de “vento” para seus caças.

Nasce a lenda

O protótipo HM595 com Saber II voou pela primeira vez em 2 de setembro de 1942, equipado com cobertura da porta do carro, uma vez que a cobertura em forma de bolha estava em desenvolvimento naquele momento. O HM599, equipado  com o motor Sabre IV, realizou seu voo inaugural em 24 de fevereiro de 1943. Era bem mais rápido do que o HM595, mas a solução de seus problemas levaria muito tempo. O jeito mais fácil colocar o Tempest no serviço era prosseguir com o Mk.V. A primeira produção Tempest Mk.V fez seu vôo inaugural em 21 de junho de 1943, já equipado com canopy em bolha. Armado com quatro Hispano 20mm Canhão Mk.II  atingiu uma velocidade máxima de 432 mph (695 km/h) a 18.400 pés (5.600m), até 45 mph (72 km/h) a mais do que Bf 109 e o Fw 190. Após o primeiro lote de produção, os canhões Hispano Mk. V foram instalados, diferenciando a Tempest do primeiro lote por canos totalmente cobertos pela asa. O primeiro esquadrão a receber Tempest foi o No. 486, em janeiro de 1944. Junto com o No.3 Squadron tornou-se operacional em abril de 1944. Com a adição do No.56 Squadron, a primeira wing  de Tempest foi formada em Newchurch, Kent, sob o comando de W/C Roland Prosper "Bee“ Beamont.

Lutando contra tudo

Após o período de operações na França após o Dia D, o Tempest Wing foi encarregado de lutar contra as bombas voadoras V-1, viajando baixo a uma velocidade de cerca de 400 mph (640 km/h). The Tempest Mk.V nunca foi um caça de grandes altitudes devido à natureza de seu motor, mas em média e baixa altitude era superior a praticamente tudo. Eles destruíram cerca de 640 V-1s durante o curto período, entre junho e agosto 1944, números que falam por si próprios, enquanto o resto da RAF abateu cerca de 160 delas durante o período. Depois que a campanha de bombardeio com os mísseis V-1 terminou, os Esquadrões Tempest retornaram às tarefas comuns. Na época, os sete esquadrões Tempest voaram em combates ar-ar, reivindicando 240 abates (sendo 20 deles de jatos 262). O ás do Tempest de maior sucesso, D. C. Fairbanks (EUA), registrou 11 abates voando Mk. V "Terror de Rheine“. Em segundo lugar, com nove abates, veio W. E. Schrader (NZ) e J. J. Payton com seis mortes emergiu como terceiro. O mais famoso piloto da Tempest, o francês livre Pierre Clostermann, adicionou quatro abates à sua contagem de 11 (algumas fontes afirmam 18, o número exato é desconhecido) voando a Tempest. Hawker Tempest era um caça formidável, rápido, resistente, com poderosas armas. Graças ao excelente desempenho em baixa altitude, seu uso como caça bombardeiro também foi bastante comum, geralmente durante as patrulhas de "busca e destruir". Além de canhões, era capaz de carregar duas bombas de 1.000 libras (450 kg) ou oito foguetes de 60 lb (27 kg), adicionados à sua força destrutiva.

Fonte: Manual do Kit.  

 Tempest Mk V

A reedição do Tempest Mk.V serie 1, na escala 1/48, mantém a altíssima qualidade da edição inicial. O Tempest Mk. V apresenta alta qualidade da injeção, sem rebarbas ou falhas. Os detalhes são finos e adequados a escala. O interior da cabine de pilotagem é belamente detalhado, a superfície externa do caça é finamente detalhadas. As transparências são de ótima qualidade sem falhas ou distorções. O conjunto de fotogravados traz painel de instrumentos, cintos coloridos, detalhes internos e externos da aeronave. Acompanha também uma folha de máscaras para pintura do canopy. 

IMG 9465 IMG 9471 IMG 9479
IMG 9482 IMG 9484 IMG 9486
IMG 9489 IMG 9463a IMG 9457

Os decalques das marcações e estênceis são de fabricação da própria Eduard, de ótima qualidade e impressão de alta resolução, representam perfeitamente as inscrições das 6 possíveis pinturas do lendário caça inglês. Como já verificado em outros reviews de montagem, os decalques da Eduard são finos, perfeitamente opacos e soltam-se da folha rápidamente após banhado em água morna. Fáceis de manipular durante a aplicação, não são quebradiços e aderem com perfeição.

 IMG 9458

O manual de instruções tem 20 páginas coloridas em papel couché, em formato A4, textos em checo e inglês, um breve histórico do Tempest Mk.V, o mapa de peças, com a tabela de cores (referenciada com as tintas para a linha da Gunze Sangyo) e os símbolos de montagem. Logo após as instruções de montagem e o mapa de aplicação das máscaras de pintura, as ilustrações dos esquemas de pintura e o esquema de aplicação dos decalques e dos estênceis do avião, tudo muito claro e bem impresso. Clique aqui para ver o manual

Esta versão "Profipack" oferece 6 belas opções de pintura, são elas:

0001 0002 0003
0004 0005 0006

 

IMG 9492

Eduard # 3DL48023

 Acompanhando a reedição do Tempest Mk.V serie 1, a Eduard disponibilizou para venda vários acessórios, entre eles o painel da linha "Space" para o modelo. O produto é vendido nas já tradicionais embalagens em cartelas da marca theca, com a arte gráfica da nova linha "Space". A embalagem contém a folha de decalques em auto relevo que caracteriza o produto, um folha de fotogravados com o conjunto de cintos de segurança e alguns detalhes da cabine e o manual com 04 páginas, em papel sulfite A5. Clique aqui para ver o Manual

IMG 9499

Esta reedição do Tempest 1/48, a Eduard apresenta uma nova sequência de modelos de primeira qualidade desse lendário e belo caça inglês. Recomendo tremendamente para modelistas de todos os níveis, pois a qualidade da engenharia de construção da Eduard facilita muito o trabalho de montagem do kit. 

Obrigado à Eduard pelo envio dos exemplares para review!

alt

 
 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum