BF-109E-7 Trop 'Profipack' – Eduard 1/32 (3004)
Escrito por Júlio Martins   
Qui, 22 de Abril de 2010 00:00
 

Eduard 3004

 

A APRJ já revisou outros dois Emils Eduard: BF-109E-3 (3002) e BF-109E-4 (3003).

Quando do lançamento desses kits, muito foi comentado. Alguns louvando glórias ao kit pela novidade frente aos antigos moldes, outros reclamando impiedosamente de alguns detalhes. O 109 causa amor e ódio facilmente, por ser motivo de paixão de muitos fãs da aviação. Sem dúvidas é o caça mais festejado da WWII entre os plastimodelistas, por sua profusão de detalhes, diversidade de versões e principalmente variedade de pinturas.

Particularmente gosto demais do Emil. É minha versão predileta do 109. Hoje vamos ver o Emil tropicalizado, recentemente lançado pela Eduard, o BF-109E-7 TROP.

O kit:

Na caixa grande e firme com um aviation art de babar, temos 152 peças de ótimo plástico, finamente injetadas e apresentadas em sete galhas, sendo uma transparente, dois frets de photoetch, máscaras para pintura do canopi e decais Cartograf.

O kit compartilha árvores lançadas anteriormente com algumas novidades. Asas e fuselagens, cockpit, motor, trem de pouso.... Já vimos tudo isso, e tudo já foi vastamente analisado.

Detalhes de superfície, linhas de painel, marcas de rebites são fantásticos, finamente detalhados. Detalhes em relevo no cockpit igualmente belos.

Motor Daimler-Benz completo e detalhado, que pode inclusive ser montado fora do kit, com algum esforço do modelista para compensar sua falta, prendendo o hélice no avião.

O cockpit pode ser montado com photoetches coloridos ou apenas com as peças plásticas. O painel em PE para o E-7 me parece adequado, com os instrumentos corretos e ricamente detalhado, assim como os cintos de segurança, que dão uma vida incrível ao modelo.

O encaixe em teste a seco das partes principais me convence, não parecendo apresentar grandes dificuldades. Nada empenado. Todas as superfícies de comando são moldadas em separado, tudo com incrível detalhamento estrutural.

Então o que há de novo neste kit?

Bem, quando saiu o E-1, primeiro da série, o que mais chamou atenção foram as rodas, bastante fracas em relação ao restante do kit.

Com o lançamento do E-4, talvez a versão mais festejada dos Emils, a grita geral foi contra o canopi. A Eduard alterou as frames do parabrisa frontal e não sua forma. Em geral, era um canopi de E-1/3 no E-4. Tudo errado!

Um mês depois do lançamento o fabricante assumiu seu erro em carta aberta, e prometeu mudanças.

Depois veio o lançamento do E-3, e aí o canopi estava certo, sem problemas. A Eduard, entretanto, inovou e apresentou suas novas rodas, em 3 peças, com detalhes que normalmente só se alcançam com resina. O E-7 já se beneficia dessas rodas.

O E-7, agora comentado, se beneficia também de outro detalhe acertado pela Eduard. Enfim, depois de quase um ano, o novo canopi está aqui!

As linhas gerais estão corretas, frames corrigidos, duas opções de parabrisas, uma com a opção do telescópio ZFR-4 e outra normal, vidro blindado frontal e duas cobertas, além da parte traseira e da blindagem traseira.

Na montagem do E-4 da APRJ, o canopi parecia mais estreito que o fosso do cockpit. Com o novo canopi não, tudo encaixa perfeitamente.

Aos meus olhos, os dois erros crassos do kit foram consertados: rodas e canopi.

Os amantes do 109 falam em outros erros deste kit, sendo os mais “visíveis” o dorso atrás do canopi, que apresenta uma curva, e os slats um pouco profundos demais. Lixa e estireno dão conta desses “erros” em minutos. Particularmente, não perderia meu tempo com isso. Se não fosse alertado por outros modelistas, não teria “visto”, e provavelmente você também não.

Além das correções citadas, temos outras diferenças inerentes à versão E-7 Trop: Filtro tropical e cabide ventral para bombas e combustível.

O tanque ventral já aparecia nos lançamentos anteriores, mas agora vamos usá-lo. São 300 litros de combustível, que dão ao E-7 mais 50 minutos de autonomia. O filtro de ar é multimídia, com peças plásticas na extremidade e PE na tela de refrigeração. Deve ficar muito bom montado.

Instruções, decais e versões de pintura.

As instruções em livreto tamanho A4 de 16 páginas coloridas em papel couché, com passo a passo detalhado que não trará maiores complicações.

Decais Cartograf que não me canso de elogiar, com cores firmes, finos, nenhum filme em excesso, tudo no registro.

São 5 pinturas de aeronaves operacionais na Líbia. Ain-el-Gazala, 1941, em profiles coloridos de 4 vistas:
3./JG 27
Stab I./JG 27
2./JG 27
2./JG 27
I./JG 27

Conclusão:

O que havia de errado foi consertado. O que era bom foi melhorado ainda mais. O BF-109E-7 da Eduard é o Emil definitivo na 1/32. O melhor de todos, sem dúvidas.

Quem tem a versão E-4 (kit 3003), com canopi antigo, pode solicitar um novo da Eduard de graça enviando e-mail para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

Altamente recomendado para modelistas iniciados por conta dos photoetches.

Obrigado Eduard pelo exemplar para review!

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum