Fiat G 50 bis 1/72 da Fly
Escrito por Augusto Versiani   
Qua, 06 de Novembro de 2019 19:40

capa

72039

 

O Avião

Projetado em 1935 e tendo seu primeiro voo em 1937, o Fiat G50 era um avião bastante moderno para a época. Era construído todo em metal (o primeiro avião italiano assim) e tinha o cockpit fechado (depois revertido para aberto) e trem de pouso retrátil. Em 1939 o G50 participou de um comparativo com os concorrentes Macchi MC 200 e IMAN RO 51, e ainda que tenha ficado em segundo lugar teve sua produção autorizada. Em 1941 uma nova versão começou a ser produzida, denominada G50 Bis, tinha uma maior autonomia, a parte traseira da fuselagem ligeiramente modificada e a bequilha retrátil. O G-50 apesar de bastante manobrável sofria com problemas de baixa potência do motor e armamento deficiente, não sendo um avião a altura dos oponentes da época. Versões de exportação foram usadas pelos Finlandeses e Croatas.

Fiat-G50-Freccia-Croatian-AF-3504-Aug-1944-01

O kit

Apesar do tipo de produção intermediária dos moldes, o kit apresenta boas características, as linhas de painel não têm falhas e são perfeitamente adequadas a escala, os detalhes são bons sofrendo um pouco de perda de definição nas peças menores. O interior é bastante completo com um misto de peças injetadas e em resina. Tem piso, assento com cintos, manche, painel de instrumento, consoles e mira. Nesta última será melhor substituir o vidro moldado em resina por um pedaço de acetato. O trem de pouso é bem detalhado, mas as rodas poderiam ser mais definidas ou serem fornecidas em resina como no kit do IL-10 visto neste review. Quase todas as referências informam que o G50 Bis tinha a bequilha retrátil, no entanto eu nunca vi uma única foto dela retraída em voo ou de portas abertas com o avião pousado. A Fly optou por representar a bequilha fixa sem qualquer porta ou abertura. O motor tem uma representação simplificada, mas suficiente para o que poderá ser visto.

ar (1)

 

 

As peças de resina, além do assento e mira já citados, incluem as metralhadoras, os tubos de Pitot, e comando do passo de hélice, tudo com detalhes bem representados e sem falhas.

 

resina

 

 

As transparências são bem representadas, mas não perfeitamente translucidas, isso pode ser resolvido com um leve polimento.

 

tr (1)

 

 

Os decais, impressos pela Cartograf, tem registro perfeito, cores solidas e filme fino, mesmo os menores escritos são perfeitamente legíveis. Faltou apenas a faixa branca da fuselagem, característica dos aviões Italianos e que deverá ser feita na pintura. Com eles é possível fazer 4 versões diferentes, mostradas na parte de trás da caixa.

decal (1) decal (3)

 

perf

 

 

O manual, todo em cores e com papel de boa qualidade, traz o mapa das arvores, ilustrações claras e fáceis de seguir, indicação de pintura para tintas Ak, Mr Color e Humbrol.

MAN (1)

 

 

Conclusão

O kit da Fly é um avanço em relação aos modelos do G-50 disponíveis nesta escala, e mesmo com as limitações do processo de produção, apresenta uma ótima representação, sendo certamente o melhor G50 Bis na 1/72.

 

Agradecemos a FLY pelo exemplar deste review

imageproxy

 
 
 
 
 
 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum