Ki-44 II Shoki - Hasegawa 1/32
Escrito por Luiz Fragelli   
Seg, 15 de Fevereiro de 2010 00:00
 

Histórico:

Quando as B-29 baseadas na China e nas bases das Marianas iniciaram a campanha de bombardeamento do território japonês, a força aérea do Exército possuia somente um tipo de interceptador de grande altitude: o caça Ki-44 II Shoki.

Alcançando uma altitude de 5.000m em 4m e 17s, o Ki-44 possuia então a maior razão de subida entre os caças japoneses e grande velocidade, qualidades enfatizadas nesse avião, em detrimento da manobrabilidade.

O primeiro protótipo voou pela primeira vez em agosto de 1940 depois de inúmeras modificações no projeto original.

Em setembro de 1942 o avião foi aceito pela Força Aérea do Exército como tipo 2, caça monoposto modelo 1, e foi denominado Shoki (Demônio) pelos japoneses, e Tojo pelos aliados, quando entrou em ação na China.

A variante mais produzida do Shoki foi o Ki-44 IIb, que operou na defesa do Japão, China, Malásia, Birmânia e Sumatra.

No final de 1944 foi encerrada a produção do Ki-44, que foi substituído nas linhas de montagem pelo Ki-84 Hayate.

Continuou a ser usado até o final da guerra, em agosto de 1945.

O modelo da Hasegawa:

Trata-se do primeiro kit injetado na escala 1/32 deste importante avião da Força Aérea do Exército Japonês.

Ao abrir a caixa encontramos 9 árvores de estireno, todas dentro de uma mesma embalagem, juntamente com os decalques e partes transparentes, estas dentro de um outro saco plástico, num total de 159 peças.

As instruções são claras e vem em 6 folhas grampeadas.

O plástico é de boa qualidade e a injeção das peças muito bem feita, sem rebarbas, com linhas e rebites em baixo relevo delicado.

Fazendo-se uma montagem a seco percebe-se que os encaixes são bons.

As partes transparentes são finíssimas e cristalinas, com ótimos encaixes, permitindo fazer o canopy aberto ou fechado. Nota dez para elas.

Vale ressaltar que a Hasegawa continuamente vem injetando kits com alguns enxertos maliciosos, possibilitando assim a montagem de várias versões diferentes sem ter que mudar os moldes; podemos observá-los num painel na frente da fuselagem e embaixo das asas.

Particularmente acho muito irritante acertar estes painéis; quase nunca ficam perfeitos. Vamos ver esses daí....

Versões:

Os decalques são finos e bem impressos. Vem na mesma embalagem, com as árvores. Deveriam vir separados.

Apesar da escala, não é um kit grande, devendo agradar muito aos modelistas que gostam de caças da segunda guerra.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum