Radar Freya-LZ A (FuMG-401 Bodenfunkmessgerate) - Brengun 1/144
Escrito por Alexandre lima   
Qua, 18 de Novembro de 2009 00:00

Conhecido originalmente como DeTe-II, e chamado pela inteligência aliada de "Poste Freya", foi este o precursor de outros modelos de radar alemão de alarme antecipado ao longo da Segunda Guerra Mundial. Produzido pela GEMA alemã a partir de 1941, a Luftwaffe usou com sucesso os Freya em conjunto com os Wurtzburg-riese e, até o fim da guerra, 400 unidades de Freyas de todas as versões foram construídas. O modelo 401 possuía 12 dipolos verticais na parte inferior da antena (transmissor) e igual número no meio (antena receptora), sendo a placa superior a antena de IFF.

A estação radar era energizada por um gerador externo de 380V. A antena toda possuía 12m de altura e o alcance efetivo do radar variava de 30 a 200 km. A sua base era uma construção padronizada para trocas frequentes de posição no campo de batalha, o modelo aerotransportável possuía a sigla LZ de Lufttransport-zerlegbar, e segundo consta, a cabine provia o máximo de desconforto possível ao seu operador (Louis Brown, A radar history of World War II: technical and military imperatives, pg. 94).

Desde 2008 uma nova companhia - Brengun - tem produzido kits interessantes em photoetched (PE) em escala 1/144, em conjunto com a Hauler (ex-Extratech).

A caixa do kit é do tipo simples e em papelão, lacrada com uma etiqueta adesiva que possui a foto do modelo pronto sem pintura. Aliás, não há qualquer referência quanto a pintura do radar e a sua base, também não há decais que representem qualquer uma das unidades de comando e controle da Luftwaffe.

As 10 peças em resina cinza claro vem embaladas em um pacote plástico único. As peças em photoetched encontram-se distribuídas em 4 folhas separadas em invólucros individuais, contendo ao todo 80 peças de PE.

Nas 6 páginas do caderno de instruções só consta a listagem esquemática das peças em resina. Peças estas que necessitarão de um corte preciso e os cuidados devidos para com o manuseio de material moldado em resina (a base e o teto da estação foram confeccionados em uma chapa extremamente fina).

As demais peças são facilmente identificáveis e o esquema de dobragem das peças em PE bem explicados por meio dos desenhos fornecidos.

O modelo em si é semelhante ao kit que a Hauler possui em escala 1/48, aliás, todos os frets de PE possuem a logo da Hauler.

Definitivamente, este não é um kit para iniciantes. A quantidade elevada de peças minúsculas que devem ser destacadas, dobradas e coladas adequadamente tornarão o trabalho do modelista um verdadeiro desafio de paciência e precisão, mas é um modelo interessante, pouco convencional, com qualidade e um nível de detalhes surpreendentes para a escala.


 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum