Bf 109G-4 - 1/48 - Eduard # 82117
Escrito por Amilcar "Mobi" Mesquita Jr   
Ter, 03 de Outubro de 2017 00:10

82117

Eduard # 82117

A versão G-4 do Bf 109 sugiu em setembro de 1942. Esta versão era idêntica ao G-2 em todos os aspectos, incluindo o desempenho, com exceção de ser equipada com o conjunto de rádio FuG 16 VHF, que forneceu transmissões de rádio muito mais claras e tinha três vezes o alcance dos conjuntos anteriores de HF. Externamente, isso poderia ser reconhecido pela posição da antena da fuselagem. Devido aos aumentos constantes de peso dos 109, a partir da primavera de 1943 foram introduzidas rodas maiores, 660 × 160 mm (26 × 6,3 pol.). Essas mudanças resultaram na montagem de carenagens em forma de lágrima na superfície superior da asa, acima dos porões de roda, para acomodar a parte superior dos trens de pouso principais. Além disso, um trem de pouso traseiro maior de 350 × 135 mm (14 × 5 pol) substituiu o original de 290 × 110 mm (11 × 4 pol.); o trem de pouso traseiro maior já não encaixava o recesso, de modo que o mecanismo de retração foi desconectado e a roda travada. Até julho de 1943, foram produzidos 1.242 unidades do G-4. 

1722918

Dando continuidade a série de Bf 109, a Eduard lançou no mês de agosto o Bf 109G-4 - 1/48, na versão Profipack. Como os demais modelos da série, o Bf109G-4 apresenta alta qualidade da injeção, sem rebarbas ou falhas. Os detalhes são finos e adequados a escala. A transparência é de ótima qualidade sem falhas ou distorções. O conjunto de fotogravados traz painel de instrumentos, cintos coloridos, detalhes internos e externos da aeronave. Acompanha também uma folha de máscaras para pintura do canopy. 

IMG 5704 IMG 5710 IMG 5717
IMG 5721 IMG 5730 IMG 5742
IMG 5753 IMG 5726 IMG 5702

 O manual de instruções tem 16 páginas coloridas em papel couché, em formato A4, textos em checo e inglês, um breve histórico do Bf 109, o mapa de peças, com a tabela de cores (referenciada com as tintas para a linha da Gunze Sangyo) e os símbolos de montagem. Logo após as instruções de montagem e o mapa de aplicação das máscaras de pintura, as ilustrações dos esquemas de pintura e o esquema de aplicação dos decalques dos estênceis do avião, tudo muito claro e bem impresso. Clique aqui para ver o manual.

Esta versão Profipack oferece 5 opções de pintura, são elas:

0011 0012 0013
0014 0015 0016

Os decalques das marcações e estênceis são de fabricação da própria Eduard, de ótima qualidade e impressão de alta resolução, representam perfeitamente as inscrições do avião germânico. Como já verificado em outros reviews de montagem, os decalques da Eduard são finos, perfeitamente opacos e soltam-se da folha rápidamente após banhado em água morna. Fáceis de manipular durante a aplicação, não são quebradiços e aderem com perfeição. 

Acompanhando os lançamentos dos modelos das versões Profipack e Limitadas, a Eduard vende, somente em seu site e durante todo o mês do lançamento, em caixa simplificada  contendo apenas as árvores do kit, sem decais, fotogravados, máscaras e nem as instruções, as chamadas versões "Overtree", que destinam-se aos modelistas que porventura já possuam o kit Profipack ou Edição Limitada e queiram, com baixo custo, montar outras versões com os decais restantes. A esse kit podem também ser adicionas as inúmeras opções de decais e detalhamento disponíveis, da Eduard e de outros fabricantes.

82117xEduard # 82117X

Durante o mesmo período em que estão disponíveis para venda as caixas "Overtree", a Eduard também disponibiliza um fotogravado para ser utilizado no modelo. No caso do Bf 109, é o mesmo fotogravado que compõe a versão Profipack.

IMG 5696

Continuando o sucesso da série Bf 109 da Eduard, a marca tcheca aumenta o número de opções disponíveis lançando o segundo modelo da série "G". Recomendo tremendamente para modelistas de todos os níveis, pois a qualidade da engenharia de construção da Eduard facilita muito o trabalho de montagem do kit.    

Obrigado à Eduard pelo envio dos exemplares para review!

alt

 
 PS. Acrescentamos ao Review as observções feitas pelo Eduardo Brettas:
 
Depois da modificação do "Emil" para um caça mais aerodinâmico, o "Friedrich", uma MGFF foi adicionada, passando pelo motor. Neste caso a parte inferior do painel não tinha aquelas aberturas de ventilação, mas logo depois trocaram por uma Mg 151/20 e as aberturas foram adicionadas para refrigeração, mas o mais importante para o review é que do F-2 ao G-4 as fábricas mantiveram as mesmas armas que existiam sobre o motor do "Emil", duas MG 17, nesse caso os cartuchos não eram descartados. Com a fabricação do Bf 109G-6, as MG 17 foram trocadas pela MG 131 e fizeram duas aberturas no painel inferior da fuselagem para descartes dos cartuchos. Portanto o G-2 e G-4 da Eduard não deveriam ter essas duas aberturas. A melhor solução seria e Eduard incluir no kit as asas do F2 com o porão "quadrado", que não tem as aberturas. Assim o modelista teria a parte inferior correta e usaria a parte superior das asas que já vem no kit.

brettas
 
 
 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum