Albatros D.III Weekend 1/48 – Eduard 8438
Escrito por Eduardo Mendes   
Ter, 13 de Dezembro de 2016 00:00

 boxt

Albatros D.III Weekend 1/48 – Eduard 8438

O Albatros D.III, que está fazendo cem anos em 2016, foi um importante avião da força aérea alemã na I Guerra Mundial. Terceiro na linha evolutiva dos belos caças com fuselagem em madeira moldada, o D.III introduziu a configuração de sesquiplano, reduzindo bastante a asa inferior e aumentando as dimensões da asa superior. Essa configuração conferiu ao D.III mais agilidade, ao preço de uma maior fragilidade. Vários foram perdidos em acidentes e manobras fechadas e mergulhos abruptos foram proibidos – um problema sério em tempos que a maneabilidade era essencial para o sucesso no combate aéreo. De qualquer forma, entre o final de 1916 e 1917 o Albatros D.III foi um dos principais caças alemães e montaria de muitos ases importantes, entre eles o “Barão Vermelho” Manfred Von Richtofen, Werner Voss, Ernest Udet, Kurt Wolff e Lothar Von Richtofen. Ao todo, foram construídos quase 1900 unidades do D.III e ele esteve operacional até o final da I Guerra.

O kit

Este é mais um relançamento do aclamado kit do Albatros D.III de 1998, que já foi algumas vezes avaliado pela APRJ. Desta vez em uma apresentação “Weekend”, as duas árvores de peças continuam as mesmas e em boa forma, sem defeitos visíveis e agora injetadas em estireno cinza. Recapitulando, com as peças deste kit é possível montar algumas das principais variantes do D.III, já que duas asas superiores são oferecidas, uma com o radiador na posição central dos primeiras unidades fabricadas e outra com o radiador deslocado para a asa de boreste, típicos nos aviões a partir da célula 290. O kit também oferece duas variantes de leme de direção, uma o leme original da fábrica de Johannistal e o outro da OAW.

Como o kit é da série Weekend, não acompanham na caixa detalhes adicionais em fotogravado e máscaras. A folha de decalques, aparentemente impressa pela própria Eduard, traz alguns elementos úteis tais como instrumentos para o painel e cintos de segurança. No caso dos cintos, acho recomendável o modelista usar algum cinto específico do seu estoque de reservas ou fabricá-los em scratch para maior realismo.

 boxc spr  d 

Temos duas opções historicamente relevantes de decoração, uma o avião do ás Werner Voss, com a fuselagem envernizada, diversas marcas personalizadas e asas camufladas. A outra permite fazer um avião do próprio Manfred Von Richtofen no seu tempo de Jasta 11, que recebeu uma camada de tinta vermelha sobre o acabamento original. Este avião apresenta, segundo as instruções, parte do capô do nariz removido, expondo mais o motor.

s1  s2 

 

Conclusão

Uma ótima oportunidade de conhecer (o meu caso) ou revisitar um kit que já é um clássico entre os 1/48 de aviões da I Guerra. Um atestado da sua qualidade é a presença de modelos baseados nesta família em praticamente todas as convenções de que temos participado nos últimos tempos. Os esquemas de pintura e o preço reduzido tornam esta edição ainda mais atraente. Altamente recomendado.

 

Obrigado à Eduard pelo envio do exemplar para review!

alt

 

 

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum