F4F Wildcat e B5N2 Kate combo
Escrito por Augusto Versiani   
Seg, 08 de Fevereiro de 2016 00:20

 

A Airfix lançou seus novos modelos do Gruman F4F-4 e do Nakajima B5N2 Kate, inicialmente nesta versão combo. A caixa contém os dois kits completos, dez pequenos pontes de tintas acrílicas, dois pinceis, dois tubos de cola e um stand para se colocar os dois aviões juntos em posição de voo.

Para um modelista mais experiente estes acessórios não fazem muita diferença, a cola é do tipo gel, bem menos utilizada que as colas líquidas, os potes de tinta são pequenos e com cores da própria Airfix, os pinceis não são de boa qualidade e cada modelo tem apenas decais para uma versão de pintura contra duas das embalagens individuais. Assim aparentemente este conjunto seria dirigido apenas aos iniciantes que podem ter todo o material necessário para uma montagem simples dentro da própria caixa, no entanto o conjunto completo custa 30% menos do que a compra dos modelos individualmente. Assim mesmo um modelista mais experiente, que queira os dois modelos, pode ver vantagem neste conjunto.

 

Os kits

Os kits seguem o novo padrão da Airfix, painéis em baixo relevo fino mas ainda um tanto profundos, ótima qualidade de injeção sem falhas ou rebarbas, bons detalhes internos e externos.

No F4F chamam especial atenção o detalhamento do intrincado trem de pouso, a possibilidade de se mostrar os ailerons acionados e principalmente a possibilidade de se mostrar as asas dobradas. Esta última facilidade, única direto da caixa e modelos deste avião nesta escala, é certamente o grande diferencial do kit da Airfix. Para isto o kit traz detalhes internos da asa, as barras que mantinham as asas na posição dobrada e permite a montagem dos ailerons na posição em que ficavam quando isto acontecia. O gancho de parada pode ser montado recolhido ou estendido. O leme vertical pode também ser montado em posição de acionamento, mas o mesmo não acontece com os profundores que são fixos. As rodas, ao contrário do kit do Kate, não presentam a deformação para simular o peso do avião. O motor tem uma representação simplificada, mas adequada a escala. Seguindo a antiga tradição da Airfix, o kit tem a figura de um piloto, o manual indica que as pernas devem ser cortadas abaixo do joelho para que ele fique corretamente posicionado na cabine o que indica a posição muito baixa do banco e inviabiliza seu uso com o canopy aberto, já que a cirurgia ficara visível. As transparências são de boa qualidade, ainda que os montantes pareçam um tanto grossos, e podem ser montadas abertas ou fechadas.

 

 

 

O Kate apresenta um detalhamento do interior maior do que o F4F, A cabine inclui os pedais de acionamento dos lemes, detalhamento nas estruturas internas laterais, vários painéis de instrumentos internos em relevo, sendo o painel de instrumentos do piloto representado apenas por decal. A metralhadora traseira, bastante simplificada, pode ser montada estendida ou recolhida. Também neste kit são fornecidas as figuras da tripulação e como no anterior o metralhador precisa ter as pernas cortadas par ficar corretamente posicionado na cabine. Como no F4F o grande diferencial deste kit é a possibilidade de se montar as asas dobradas, para isso o kit contém os detalhes internos que ficam a mostra nas asas quando nesta posição. No entanto para se montar o kit nesta situação será preciso cortar as metades inferiores das asas que vem numa única peça. Uma cirurgia simples, mas que deve ser precisa para evitar desalinhamentos. Neste kit todas as superfícies de controle podem ser montadas em posição de acionamento, flaps, ailerons, leme vertical e profundores. A roda para o trem de pouso aberto tem o achatamento para representar o peso do avião, um segundo conjunto de roda e portas, numa única peça, permite representar o trem de pouso fechado. O armamento inclui um torpedo, bem representado, e 3 tipos de bomba não utilizadas nesta versão o que indica que a versão de bombardeiro não deve demorar a sair. O motor tem uma representação simplificada, mas adequada a escala inclui o anel do escapamento. As aletas de refrigeração da carenagem podem ser montadas abertas ou fechadas com peças diferentes fornecidas para representar cada caso. As transparências são de boa qualidade e permitem 3 configurações diferentes: Totalmente fechado, a cobertura do metralhador aberta, e todas as coberturas abertas. No caso das representações abertas as seções superpostas são representadas por uma única peça. Se por um lado esta configuração evita o problema da perda de escala na superposição das peças, devido a espessura de cada uma, torna muito difícil a representação dos montantes que ficam nas partes encobertas.

 

 

 

 

 

Os decais são de ótima qualidade, com filme fino e sem falhas de registro, incluindo não só as marcações principais com também os estênceis.

 

 

As versões oferecidas são:

  • F4F-4 pilotado pelo Ten. Comand. John S. Thatch, comandante do VF-3, Marinha Americana, USS Yorktown (CV-10) Midway, junho de 1942
  • B5N2 pilotado pelo Ten. Juchi Tomonaga, Marinha Imperial Japonesa, Midway, 4/6 de junho de 1942.

 

 

O manual é comum aos dois kits,  o F4F na primeira parte e o Kate na segunda. Existe uma indicação clara de cada etapa de montagem, mostrando o passo a passo em que as peças são representadas em duas cores diferentes para facilitar o entendimento. No entanto senti falta do mapa das arvores o que dificulta a localização das peças. A única opção de pintura de cada kit é mostrada e em 4 vistas coloridas o que facilita bastante não só a pintura como a colocação dos decais.

 

 

Um complemento final, que pode ser interessante para quem gosta deste tipo de representação, é um estande que permite se colocar os dois aviões juntos em posição de voo.

 

 

Veja os complementos da Eduard para estes kit.

Este modelo foi comprado pelo autor.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum