BMW I8 - REVELL ESC 1/24
Qui, 03 de Dezembro de 2015 00:00

BMW I8 

REVELL ESC:1/24

ESCRITO POR Carlos A. S. Queiroz

 

 

alt

 

 BMW i8 - REVELL - Ref: 07008 - Esc.:1/24

 

NASCE UM MITO DO AUTOMOBILISMO:
A criação da BMW está ligada a Karl Rapp e Gustav Otto. Em 1917, a empresa Rapp Motorenwerke tornou-se a Bayerische Motoren Werke GmbH, transformando-se ena AG em 1918. Em 1916, a empresa Flugmaschinenfabrik de Gustav Otto foi incorporada à Bayerische Flugzeug-Werke AG (BFW) a pedido do governo alemão. Em 1922, a BMW AG transferiu suas operações de fabricação e montagem de motores – incluindo a empresa e os nomes da marca – para a BFW. A data de fundação da BFW, 6 de março de 1916, entrou para a história como a data de fundação da Bayerische Motoren Werke AG (BMW), produzindo motores para a aviação.


1919: Em 17 de junho de 1919, o piloto Franz Zeno Diemer estabeleceu um novo recorde mundial de altitude. Em apenas 87 minutos ele pegou seu avião e atingiu 9.760 metros acima do nível do mar, um marco jamais alcançado até aquele momento. Para esse voo recorde, a BMW construiu um motor especial para enfrentar grandes altitudes, o BMW IV. A aeronave era um F37 do Deutsche Flugzeugwerke, especialmente modificada para enfrentar altitudes elevadas.


1923: A BMW anunciou a sua primeira motocicleta, a R 32, em 1923. Até então a empresa fornecia apenas motores para aviação. O conceito básico do modelo original da BMW Motorrad – um motor boxer com cilindros longitudinais e eixo de transmissão – a ideia era tão boa que continua a ser empregada até hoje.


1925: Em 1925, a empresa começou a construir um segundo modelo de motocicleta, a R 37. Essa nova máquina foi concebida como um modelo esportivo e demonstrou suas qualidades ao longo de uma série de vitórias em corridas pela europa.


1928: A BMW tornou-se também fabricante de automóveis em 1928, com a compra da empresa conhecida como Fahrzeugfabrik Eisenach. O primeiro BMW foi construído sob licença da Austin Motor Company. Em 1932, o projeto original foi totalmente remodelado pela empresa, assumindo de vez a personalidade BMW.

 

1919: Em 17 de junho de 1919, o piloto Franz Zeno Diemer estabeleceu um novo recorde mundial de altitude. Em apenas 87 minutos ele pegou seu avião e atingiu 9.760 metros acima do nível do mar, um marco jamais alcançado até aquele momento. Para esse voo recorde, a BMW construiu um motor especial para enfrentar grandes altitudes, o BMW IV. A aeronave era um F37 do Deutsche Flugzeugwerke, especialmente modificada para enfrentar altitudes elevadas.


1923: A BMW anunciou a sua primeira motocicleta, a R 32, em 1923. Até então a empresa fornecia apenas motores para aviação. O conceito básico do modelo original da BMW Motorrad – um motor boxer com cilindros longitudinais e eixo de transmissão – a ideia era tão boa que continua a ser empregada até hoje.


1925: Em 1925, a empresa começou a construir um segundo modelo de motocicleta, a R 37. Essa nova máquina foi concebida como um modelo esportivo e demonstrou suas qualidades ao longo de uma série de vitórias em corridas pela europa.


1928: A BMW tornou-se também fabricante de automóveis em 1928, com a compra da empresa conhecida como Fahrzeugfabrik Eisenach. O primeiro BMW foi construído sob licença da Austin Motor Company. Em 1932, o projeto original foi totalmente remodelado pela empresa, assumindo de vez a personalidade BMW.

 

A REDEFINIÇÃO DOS SUPERESPORTIVOS: BMW i8.

alt

O PURO PRAZER DE DIRIGIR.
O BMW i8 chega para revolucionar o segmento de veículos em que está inserido, sendo o primeiro automóvel superesportivo com consumo de combustível e emissões de CO2 típicos de carros compactos. A potência deste veículo híbrido PlugIn deve-se também à sincronização perfeita entre o motor elétrico e o motor de combustão, o que é claramente perceptível por meio da eficiência e da dinâmica superiores do veículo. O primeiro automóvel superesportivo que representa o espírito do progresso.

alt alt


FILOSOFIA DE DESIGN.
As formas do BMW i8 seguem a filosofia de design da BMW i, que evidencia a combinação única da sustentabilidade inovadora e do caráter Premium. Essa abordagem inclui a faixa preta; todos os modelos BMW i exibem um elemento de design em preto inconfundível que se prolonga desde a dianteira até a traseira do veículo, estando igualmente presente no teto. O design aerodinâmico Stream Flow, as cortinas de ar e determinados detalhes atrativos, como os faróis direcionais diurnos LED em forma de U e os faróis LED, também são característicos dos modelos BMW i. No interior, a filosofia de design da BMW i é adotada por meio de materiais de baixo peso produzidos de forma sustentável.

alt alt

EXTERIOR.
Longa distância entre eixos, saliências curtas e presença marcante: o BMW i8 dispõe de todas as características típicas dos automóveis verdadeiramente esportivos. A dianteira é extremamente rebaixada e ampla. Todos os componentes apresentam uma disposição que otimiza a aerodinâmica. A grade dupla em forma de rim de design plano e, simultaneamente, saliente, é característica dos veículos BMW. A faixa preta em forma de V prolonga-se do capô até a traseira, conferindo uma dinâmica superior à carroceria.
O perfil revela linhas prolongadas e superfícies planas, que sublimam a dinâmica do veículo. O design único confere uma aparência geral excepcionalmente esportiva. Todas as superfícies estão perfeitamente harmonizadas, contribuindo para uma presença compacta e ágil. A combinação perfeita dos componentes, em que cada um deles está em harmonia com o todo, garante uma aparência extraordinariamente marcante ao BMW i8.

alt alt

 


Primeiras Impressões: BMW i8
O "carro do futuro" voaria, diziam visionários, ainda nos anos 1960. Porém, passados quase 60 anos, eles ainda não saem do chão. Os avanços, entretanto, estão em outras áreas. Os veículos ficaram mais leves, seguros e econômicos.

Um dos exemplo da evolução dos automóveis é a potência dos motores. A celebrada Lamborghini Miura, de 1966, desenvolvia 350 cavalos em seu V12 de 4 litros.

Potência parecida tem o novo esportivo da BMW, o i8, que acaba de chegar ao Brasil. Mas o cupê alemão utiliza outros aparatos para chegar aos 362 cv mais ecológico que o "veterano" italiano.

Híbrido, o i8 tem dois motores. O elétrico é capaz de gerar 131 cv, enquanto o propulsor de três cilindros turbo, de 1.5 litro, se encarrega dos os outros 231 cv. Além dos 59 anos, são 8 cilindros e 2.5 litros de diferença entre o alemão e o italiano.

Se eles disputassem uma prova de aceleração de 0 a 100 km/h, o i8 alcançaria a marca em 4,4 segundos, 2,3 segundos antes do Miura, de acordo com dados das fábricas.

alt alt

MODOS DE DIREÇÃO.
Diversos modos de direção para uma experiência excepcional: os modos COMFORT, ECO PRO, SPORT e o botão eDrive foram criados para otimizar as configurações do BMW i8 conforme a situação de condução. O BMW i8 permite uma direção totalmente elétrica com uma autonomia máxima de 37 km* para trajetos urbanos. Também oferece uma experiência de direção extremamente esportiva para percursos fora da cidade. Existe ainda outra opção que proporciona o melhor dos dois mundos: o motor a gasolina e o motor elétrico demonstram continuamente que a simbiose técnica não deve ser encarada como uma concessão, mas uma vantagem.

O botão eDrive adapta o BMW i8 para uma direção totalmente elétrica, podendo ser acionado em combinação com os modos COMFORT e ECO PRO. Ao ativar o botão eDrive em conjunto com o modo COMFORT, o BMW i8 circula somente com energia elétrica até à descarga praticamente total da bateria. O eDrive permite a direção totalmente elétrica em uma velocidade máxima de 120 km/h. Se o eDrive não for acionado, o motor de combustão entrará em ação à velocidade de 60 km/h

 Resultado determinado por um estudo interno da BMW sobre o consumo de combustível. A autonomia de direção depende de inúmeros fatores, principalmente: estilo de direção individual, trajeto selecionado, condições atmosféricas, utilização do sistema de aquecimento/refrigeração e climatização prévia.


ARQUITETURA LIFEDRIVE.
As proporções características dos automóveis esportivos unem-se a um extraordinário conceito de baixo peso que, para ser atingido, foram dispensados todos os gramas desnecessários. A arquitetura LifeDrive consiste em duas unidades, cada uma criada com precisão para se adequar aos requisitos da construção inteligente de baixo peso. A primeira unidade, o módulo Drive, integra o chassi em alumínio e apresenta o motor elétrico na dianteira. O motor a gasolina de 3 cilindros está localizado na traseira do módulo Drive e a bateria de alta tensão fica entre as duas seções. A segunda unidade da arquitetura LifeDrive consiste no módulo Life, a extremamente leve célula de passageiros em fibra de carbono de alta resistência, que contribui para compensar o peso adicional do motor elétrico e da bateria de alta tensão. A combinação das duas unidades é chamada de conceito LifeDrive e contribui para que o BMW i8 seja um pioneiro na fabricação de veículos híbridos superesportivos.

alt

A arquitetura LifeDrive permite a distribuição de peso ideal entre os eixos. O BMW i8 apresenta o motor elétrico na dianteira e o motor a gasolina na traseira. Entre os motores está posicionado o túnel de energia que integra a bateria de alta tensão, prolongando-se pelo painel central, ao longo do veículo. A tecnologia híbrida, que apresenta a bateria posicionada sob a carroceria em combinação com o módulo em fibra de carbono de baixo peso, garante a distribuição de peso ideal - e um comportamento em estrada extremamente esportivo.

 

 

                                                                                                                           O MODELO EM ESCALA 1/24:

 

Modelo produzido em poliestireno pela Revell (Alemã)  existindo a disposição dos mais aficcionados,  kit de detalhamento em Phototeched, modelo com 131 partes distribuídas em 10 arvores, tendo um tamanho depois de montado de 195mm. Modelo com excelente numero de peças visto que é quase um "curb side"
Uma agradável surpresa é o excelente manual de 20 páginas e 81 fazes de montagem, cujo grafismo apresenta, além de boa resolução e indicações precisas, tanto do encaixe quanto do assentamento das peças a serem montadas

1 3   4 6 
2  5  7  8


 A produção do kit prezou por uma resolução na injeção conseguindo com isso um resultado muito bom, na fidelidade com o modelo real, existem algumas rebarbas na injeção o que demanda uma atenção maior na pré-montagem . Um kit de características únicas, muito bem elaborado e de fácil montagem e manuseio, senti falta das máscaras para pintura dos vidros (partes transparentes)

1 3 5 7
2 4 6 8


Outro segmento que chama a atenção é o dos cromados empregados nos faróis e lanternas, com resolução impecável e brilho bastante realista, atribuem um ar de veracidade ao modelo que, dependendo do ângulo de visão, por vezes tem-se a impressão de um equipamento na escala de 1/1.


Os decais, são um detalhe a parte, além de produzidos com excelente resolução apresentam possibilidade de montagem para as versões de 9 nacionalidades

A B  C   D

 

1 2 3  4 

Infelizmente no que diz respeito à montagem do chassi, este apresenta sua injeção sem a conjugação das caixas de rodas (fabricação em separado), o que como se tem insistido aqui, implica em um maior cuidado na montagem, tanto por conta do alinhamento das peças, quanto pela fixação destas pois, com o tempo, a tendência dos adesivos empregados (ciment) é de perderem a eficiência, procando o "desprendimento" dessas peças, o que não ocorre em uma confecção em peça inteiriça.

 

10  12 14  16 
11  13  15  17

 

Por outro lado, superfícies com detalhes em baixo relevo, boa resolução e acabamento propiciam uma montagem fácil e segura dessas partes, chamando a atenção o lado inferior do chassi, a área interna do sobrechassi, o volante e o painel de instrumentos, peças de muito boa qualidade e alinhamento.

PRÓS:

  1. Injeção de boa qualidade, excelente detalhamento em alto e baixo relevo, com algumas imitações de parte elétrica (cabos);
  2. O excelente manual de 20 páginas e 81 fazes de montagem, cujo grafismo surpreende qualquer modelista.
  3. Permite montar versõees de várias nacionalidades (placas)

CONTRAS:

  1. Chassi injetado em separado das caixas de rodas, exigindo mais atenção e cuidados nessa fase de montagem, bem como as rebarbas nas peças
  2.  A falta das máscaras para pintura dos vidros (partes transparentes)
  3.  Bem que merecia um motor detalhado.

 

CONCLUSÃO:
Modelo que traz todos os requisitos para uma montagem fácil e de bom acabamento, em virtude da qualidade das peças apresentadas . Adesivos que proporciona a realização de mais de uma versão, aumentando as possibilidades do modelista.
Mais uma vez, a se lamentar não ser fabricado com motor, levando-se em consideração a qualidade do material com que é produzido e seu detalhamento. Modelo que já conta com uma gama considerável de assessórios, como Photo Etched, decais e rodas, postos no mercado, por uma série de fabricantes. Este é também um daqueles modelos que não podem faltar na coleção dos que gostam de autos que representam o futuro dos carros.

Obrigado Hobbyeasy pelo envio deste kit para review !

Hobby Easy

 

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum