Uma visita à Morón - Museu da Aeronáutica Argentina !
Escrito por Gustavo Bunger   
Seg, 21 de Setembro de 2015 00:30

Aproveitando uma viagem de turismo à Buenos Aires, capital Argentina, como bom modelista e insteressado em história não poderia perder a chance de visitar algum museu militar. Como o tempo era curto, dentre os museus de interesse escolhi o "Museo Nacional de Aeronautica" (MNA), na Cidade de Morón, regiao metropolitana de Buenos Aires.

Foto por Esteban Brea - http://www.gacetaeronautica.com/gaceta/wp-101/?p=1009foto: Esteban Brea

 

Morón é uma cidade bastante simples, lembrando algumas localidades do interior do estado do Rio. Após algumas consultas na Internet, elegi esta como a região mais próxima e mais prática para ir com a família, pois conta com uma estação de trem que se integra com o metrô portenho (Subte). As melhores indicações de chegada à base que consegui estão no site do Aero Club Argentino, cujo link coloco ao final do artigo. Como estava hopedado próximo à linha A do metrô, bastou descer na estação Once e de lá pegar o trem da linha FFCC Sarmiento.

Tendo ido no sábado, o museu neste dia só abre a partir das 13:00 e vai até às 18:00. Infelizmente não sabia que os trens argentinos apesar de terem composições gigantescas e modernas, são muito, mas muito lentos - a vontade que me deu foi descer e empurrar. Isso prejudicou nossa viagem e acabamos chegando no museu por volta das 15:00. Uma dica que dou é: prepare um lanche ou almoce mais cedo e pegue o trem na estação Once a partir das 11:00, no máximo 11:30 para aproveitar o museu a partir de sua abertura. Os trens são extremamente precisos e passam com intervalos curtos.

Linha de trem Sarmiento
fonte: Ministério do Interior e Transporte da Argentina



A despeito da velocidade, a viagem é ótima para apreciar as paisagens suburbanas de Buenos Aires, verificar que por lá existe um modo de vida bem semelhante ao nosso, com direito a vendedores nos trens, crianças nos parques, conjuntos habitacionais e uma pluralidade enorme de gente - portenhos, peruanos, bolivianos, brasileiros...

Chegando na estação Morón, há uma praça principal de onde partem diversas linhas de ônibus. Peguei o 236 com direção a La Ferrere e fui surpreendido ao descobrir que os motoristas não manipulam moedas - você precisa ter um cartão semelhante ao nosso bilhete único chamado Sube, ou na ausência deste, utilizar uma máquina de bilhetes que alguns ônibus possuem, e que funcionam apenas com moedas. Para nossa sorte, já que não havia a tal máquina no ônibus, o motorista viu que éramos turistas e nos deixou viajar gratuitamente - obrigado amigo anônimo !

A viagem dura cerca de uns 20 minutos, e há um ponto em frente à base - por sinal gigantesca e bonita. Me apresentei aos guardas e creio que me tomaram por espião inglês ou coisa que o valha, porque a despeito de estar com a esposa e duas crianças pequenas fizeram perguntas do tipo "são turistas né ?", "vieram conhecer o museu ?". Aqui vale mais uma dica: Se estiver com crianças, leve um carrinho ou um "canguru" e se estiver Sol, boné e óculos - o museu dista da entrada praticamente 1 Km...a pé e sem árvores !

 

É proibido tirar fotos das áreas comuns da base, o que é uma pena, pois existem algumas máquinas expostas e uma estátua de Jorge Newberry - patrono da aviação argetina muito bonita na primeira rotatória do caminho. No estracionamento próximo à entrada da Museu estão expostos alguns equipamentos usados nas Malvinas. A entrada custa 10 pesos e você recebe um pequeno guia impresso para conhecer as atrações.

 

 

Mapa do MNAMapa do MNA, retirado do guia

 

O museu dispõe de dois hagares principais interconectados por um corredor onde fica a lojinha e uma espécie de praça que acredito ser para alimentação - estava totalmente vazia. No primeiro salão você já dá de cara com dois modelos de Pulqui, aeronaves icônicas de fabricação argentina, verdadeiro orgulho para o país. Há alguns aviões demonstrando a linha histórica da FAA e no meio do salão, o prato principal, maior motivador da minha visita - as aeronaves usadas no emblemático conflito do Atlântico Sul: a Guerra das Malvinas/Falklands ocorrida em 1982.

 

 

Visão do primeiro hangar  Passagem entre hangares Visão do segundo hangar 
  Visão geral do primeiro hangar. Passagem entre hangares  Visão geral do segundo hangar.

 

Bandeira

Eis a famosa bandeira que foi tomada pelo Major Guerrero naquele
 2 de abril de 1982...


É especialmente emocionante ver de perto aeronaves que você só costuma ver em revistas, livros e artigos. Ao mesmo tempo é chocante identificar suas cores, os detalhes que você não tinha observado, as marcas de combate e saber que pessoas realmente estiveram no controle daquelas aeronaves arriscando a vida em missões de combate "pelo bem da nação".

Esse primeiro hangar conta com diversas salas que valem a visita: motores, heróis das Malvinas, sala de atividades para crianças e dois cockpits reais (F-86 e Mirage) que você pode fotografar...e entrar ! No mezanino ficam os salões dedicados ao aeromodelismo e ao plastimodelismo tendo na última sala a sede do GPO - Grupo de Plastimodelismo do Oeste.

 

Cockpit F-86  Salões de Plasti   Diorama GPO - Grupo de Plastimodelismo do Oeste, Argentina. 
 Cockpit de F-86 Salão de Modelismo  Diorama Salão do GPO

 


O segundo hangar é dedicado à aeronaves maiores focadas transporte civil, resgate, missões na Antártica e aviação de treinamento. No lado de fora ficam mais algumas aeronaves e com destaque para o Avro Lincoln, herdeiro direto do Lancaster e que só existem quatro exemplares conservados no mundo !

 

Pulqui   Mentor B-45 Pucará   Dagger
 Pulqui I  Mentor B-45 IA-58 Pucará  Mirage Dagger
 A-4  Transporte oficial  F-86  Rotodyne
 A-4B Skyhawk  Sikorsky S-61 H-02  F-86 Sabre  Helicópteros pioneiros

 

 

A lojinha entre os hangares dispõe de dezenas de patches, pins e outros artigos militares, aceitando apenas "efectivo" ou seja, dinheiro vivo. Os patches e pins ficam na faixa dos 60 pesos argentinos (2015). Infelizmente não havia nenhuma lanchonete disponível - se for levar a família leve algum lanche e bebida. 

Patches

Artigos adquiridos na loja do MNA

 

Concluindo, este é um museu que apesar do trabalhoso acesso vale cada minuto. Os que gostam de estudar o conflito das Malvinas/Falklands com certeza vão se emocionar. É um passeio diferente do convencional, divertido e enriquecedor. Não deixe de conhecer!


Serviço:

O MNA abre quinta e sexta-feira de 10:00 as 13:00 e sábados e domingos de 14:00 às 18:00.

Endereço: Avenida Eva Peron, 2200 - Base Aérea Militar Morón
Email: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.


Links:

Página do MNA: http://museonacionaldeaeronauticamoron.blogspot.com.br/

Aeroclub Argentino (com referências de chagada à Morón a partir de Buenos Aires): http://www.aeroclubargentino.org/moron

Mapa do metrô da Argentina (Subte): http://www.metrovias.com.ar/Subterraneos/StaticPage/Mapa-de-la-Red/Mapa-de-la-red/3365

Informações sobre a linha de trem FFCC Sarmiento: https://www.sofse.gob.ar/servicios/horarios-linea-sarmiento.php

Matéria sobre restauração de aviões no MNA para a "Gaceta Aeronautica", por Marcelo Mustone e Esteban Brea: http://www.gacetaeronautica.com/gaceta/wp-101/?p=7941

-----------------

Salvo onde indicado, todas as fotos deste artigo são de propriedade de Gustavo Bunger. Caso queria utilizar basta citar a fonte.

Contato: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum