F6F-5 Hellcat Wekeend Edition - Eduard 1/48
Escrito por Júlio Martins   
Qua, 12 de Agosto de 2009 00:00

Eduard (8434)

Histórico:

O Hellcat foi desenvolvido para substituir o lendário F4F Wildcat na linha de frente do Pacífico. Embarcado nos Porta-Aviões da Marinha Americana, o Hellcat obteve um histórico de vitórias incrível, destruindo 5.271 aeronaves inimigas durante a Segunda Grande Guerra.

Foi a primeira aeronave desenvolvida com base nos combates travados contra os japoneses, e o resultado foi uma caça que suplantava o veloz Zero em praticamente todos os quesitos.

Os F6F-5 são a linhagem final deste espetacular avião.


 

O Kit:

Com a tradicional caixa dura e seu ótimo plástico oliva claro, temos 125 peças, sem rebarbas ou falhas de injeção, distribuídas em galhas embaladas duas a duas em sacos plásticos transparentes, e uma versão de decais apenas.

Linhas de painel são rebaixadas, bem finas e demarcadas. É um kit dos melhores do mercado, e em termos de Hellcat, o melhor, sem dúvida.

A primeira diferença que salta aos olhos ao comparar um F6F-3 e um F6F-5 é a janelinha logo atrás do canopy. O F6F-5 não tem, o F6F-3 early sim. Asas tem painéis bastante diferentes nas duas versões. Aqui temos a do F-5, além de um único cowling para o motor.

A outra diferença é o pára-brisa. A galha de transparências, isolada em seu próprio saco plástico, apresenta pára-brisas e canopy para F-3 e F-5 realmente transparentes, sem distorções.

No geral, o kit não tem nenhum grande equívoco, mas para um F6F-5 completamente correto os mais exigentes vão precisar de uma roda em resina para os modelos de final de guerra.

Nos lançamentos anteriores de Hellcat na 1/48, o único que valia a pena era o da Hasegawa, e o maior problema era o desenho do cowling do motor. Não vejo como reclamar do desenho alcançado pela Eduard. Para não deixar passar em branco, só faltaram os flaps de refrigeração posicionáveis. É raro ver um Hellcat com os flaps de refrigeração fechados, e em todos os diversos capots de motor que a Eduard preparou para esta série, nenhum tem a opção aberto.

Flaps, profundores e lemes são moldados em peças autônomas, permitindo a montagem das mesmas representando algum movimento, o que sempre dá um realce a mais no kit.

Com a tendência da Eduard em fabricar kits bastante complexos e com muitos painéis abertos, a exemplo da linha FW-190, é uma pena o Hellcat não ter opção para asas dobradas. Aguardamos algum fabricante nos ajudar com resinas de boa qualidade. Quem sabe a própria Eduard não fabrica mais uma galha de peças com as asas dobradas?

Cockpit apresenta painel bem feito e correto para a versão F6F-5, com seus devidos instrumentos, além de outro, liso, para colar o painel em PE que você poderá adquirir separadamente. Lembre-se, versão Wekeend é igual a todas as demais marcas do mercado, as Profipac é que são “turbinadas”.

O motor R-2800 do Hellcat está dignamente representado, com montagem de 9 peças para o conjunto.

Outro detalhe importante são os HVARs disponíveis, para preparar aquela configuração de ataque ao solo que atormentava os nipônicos no Pacífico.

Decais da Cartograf de bela impressão, tudo no registro, com set completo de stencils, tanto para a aeronave quanto para os HVARs.

A versão escolhida pela Eduard é a aeronave do Ace Leo Bob McCuddin, VF-20, a bordo do U.S.S. Enterprise em 1944, pintado integralmente em azul escuro.

Kit altamente recomendado! Mesmo iniciantes não terão problemas. Para complementar seu kit, querendo, a Eduard oferece o Zoom Set de photoetch colorido separadamente, já revisado aqui na APRJ.


Obrigado Eduard pelo envio deste exemplar para review!

 

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum