MIG-15 dual combo 1/144 - Eduard 4441
Escrito por Alex Lima   
Seg, 25 de Maio de 2015 00:20

 photo 1_zps6dpvawfr.jpg

Československé Patnáctky dual combo 1/144

MIG-15 FAGOT-A e MIG-15bis FAGOT-B

EDUARD 4441

 

A AERONAVE

Ao final da Segunda Guerra Mundial, as nações vencedoras fizeram extensivo uso da tecnologia/pesquisa disponíveis capturada dos alemães, e o Mig-15 foi definitivamente um aperfeiçoamento dos trabalhos do projetista Kurt Tank (Warbird tech series V.40 pg.4). Sua principal característica era o enflexamento das asas, baseada nos estudos efetuados pelos alemães, os quais demonstravam o incremento da velocidade sem que fosse necessário um grande aumento de potência. E, ainda, o estabilizador horizontal em “T”, presente no projeto do FW TA 183.

Construído pelo gabinete de design Mikoyan-Gurevich, na União Soviética, fruto primário da engenharia alemã e motorização britânica (foram utilizados motores Rolls Royce Nene-I e II designados RD-45 e RD-45F, respectivamente), o sucesso do Mig- 15 deveu-se as suas excepcionais características de voo, com a configuração de asas e empenagem com enflexamento de 35 graus, a potência de seu turbojato produzindo 4.409 lb de empuxo, assento ejetável, uma combinação letal de armamentos (um canhão de 37mm e dois de 23 mm) e sua facilidade de construção e operação.

 

alt alt

 

A aeronave ganhou notoriedade durante a Guerra da Coréia, foi o primeiro jato massivamente produzido pelos soviéticos e utilizado por diversos países do bloco soviético e seus aliados. O último registro de sua utilização em conflitos ocorreu na década de 80, pela Força Aérea Afegã, nos combates contra os mujahedins (Warbird tech series. V.40, pg.99).

O primeiro protótipo voou em 30 de dezembro de 1947 e a primeira aeronave de produção exatamente um ano após. Ao todo foram produzidas 17.312 aeronaves em todas as suas variantes pelas fábricas na União Soviética, Polônia e Tchecoslováquia (Walk Around Mig-15 Fagot. Squadron-Signal publications, N.40, pg.7).

Aperfeiçoados com novos materiais e modificações estruturais, os soviéticos passaram a produzir o propulsor RD-45FA. Esta experiência permitiu o desenvolvimento de um motor turbojato mais potente e eficiente, o Klimov VK-1, o qual veio a equipar o Mig-15bis proporcionando 5.952 lb de empuxo.

 

alt alt alt

 

Mig-15 e Mig 15bis

De uma maneira geral, as grandes diferenças entre o Mig-15 e o Mig-15bis são: a motorização, o freio de mergulho originalmente triangular, alargado para um formato trapezoidal, o aumento na área de seu “tail bumper”, a alteração de algumas antenas e a substituição de seu armamento.

Na parte superior da fuselagem traseira, a antena do rádio compasso foi suprimida nos modelos mais novos, e uma antena do transponder IFF SRO-1Bariy-M foi acrescida. Na parte inferior da fuselagem a carenagem retangular da baía de aviônicos recebeu a cobertura para o receptor MRP-48 que foi deslocada da parte ventral central para a traseira da aeronave, junto à carenagem circular para o rádio compasso ARK-5, que foi acrescentada.

A parte inferior das asas recebeu as antenas do rádio altímetro RV-2, e o lançador de flare EKSR-46 foi reposicionado, ligeiramente elevado e à ré, no lado direito da fuselagem. Como a tubeira do motor VK-1 era ligeiramente extendida em comparação com os RD-45, o contorno da seção da fuselagem que envolvia esta tubeira foi redesenhado para o Fagot-B.

Até o final da produção do Mig-15bis ainda houve a substituição dos canhões de 23 mm, reposicionamento da luz de pouso e o freio de mergulho em duas peças passou a ser um painel único. Algumas variações nestas configurações para as produções iniciais e finais podem ser encontradas.

 

alt alt

 

 O MODELO

O kit se constitui de 4 árvores de peças (2 x B, 1x C e 1x D), uma folha de decais, uma folha de máscaras para a pintura do canopy e rodas, e dois canopies em plástico injetado transparente, além de um excelente folheto de instruções com 12 páginas, no já conhecido padrão Eduard. Todo material vem embalado em sacos plásticos do tipo “ziplock”.

alt

 

O Item 4441 da Eduard traz a grata surpresa de vir com dois kits (como é o padrão Eduard para o dual combo na Série SUPER44), porém, o sprue “C” e “D” diferenciam as versões Mig-15bis e Mig-15! Os detalhes diferenciadores são as antenas e carenagens moldadas na fuselagem, as tubeiras características para cada versão, o armamento diferenciado com suas respectivas portas de ejeção dos cartuchos dos canhões. Os freios de mergulho trapezoidal ou triangular também estão presentes em baixo relevo na fuselagem, mas é difícil perceber a diferença devido à escala diminuta.

alt alt alt alt alt
 alt  alt  alt  alt  alt

 

Há uma fina reprodução de detalhes na fuselagem e asas em baixo relevo, enquanto algumas carenagens de antenas encontram-se em alto relevo, e até o sistema de mira (gunsight) ASP-3N sobre o painel de instrumentos foi reproduzido junto a uma das seções da fuselagem!!! Os conjuntos de rodas e carenagens, amortecedores e porão de rodas impressiona pela riqueza de detalhes, muito superior ao que encontramos em alguns kits na escala 1:72 de outros fabricantes! No interior da tubeira é possível identificar que foram moldadas as palhetas do último estágio da turbina.

alt alt alt
alt alt alt

 

A reprodução da seção traseira na área do canopy, com 7 circunferências em alto relevo, foi uma tentativa louvável para a escala mas deixa a desejar quanto ao acabamento. Na aeronave padrão existem, na verdade, 7 furos na chapa metálica em 3 tamanhos diferentes, mais o trilho e o encaixe do “frame” da bolha do cockpit. Para os perfeccionistas e os que desejarem montar o canopy aberto, sugerimos substituir pela peça de PE do set da Brengun (144083) destinado ao Mig 15 da ATTACK.

O cockpit foi moldado completo com painel, assento e manche numa “barca” para encaixar entre as duas metades da fuselagem. Nesta barca encaixa-se a entrada de ar do motor, com excelente acabamento. Pode-se detalhar a cabine ainda mais com cintos, painel de instrumentos e quadrante de manetes já pintados, presentes no set de detalhamento da própria Eduard (144007). Este set de detalhamento também pode ser utilizado no kit do Mig-15bis Dual Combo n. 4442.

alt alt alt
alt alt alt

 

Há opção para dois modelos de rodas para o trem principal, com ou sem carenagem, bem como três modelos de tanque subalar são possíveis de serem montados. Para a versão de caça-bombardeiro, há um conjunto de bombas e seus respectivos suportes sob as asas. Todas as peças são finamente detalhadas para a escala.

Não é possível identificar rebarbas no plástico ou marcas de injeção que possam ficar aparentes após a montagem. O nível de detalhamento é excepcional para a escala e por isso mesmo deve-se tomar um cuidado especial ao destacar as peças das árvores para não danificá-las. O caderno de instruções é claro, bem ilustrado e muito bem detalhado, não deixando dúvidas quanto às características das diversas versões possíveis.

alt alt alt alt
alt alt alt alt

 

A folha de decais permite reproduzir sete diferentes aeronaves, todos pertencentes à Força Aérea Tcheca.

alt alt alt alt
alt alt alt alt

 

Altamente recomendável e para os aficionados pela escala 1/144, este é um modelo imperdível em sua coleção.

 

 Agradecemos a Eduard pelo envio do exemplar para review.

alt

 

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Clique nos links para ir a pagina.

Notícias e Reviews Anteriores

Ultimas do Forum